Deiveson Figueiredo projeta futuro e revela mágoa com Brandon Moreno por negar trilogia | SUPER LUTAS

Deiveson Figueiredo projeta futuro e revela mágoa com Brandon Moreno por negar trilogia

Ex-campeão dos moscas, ‘Daico’ diz que deseja reconquistar o título antes de subir de categoria e promete nocautear mexicano em possível terceiro confronto

Ex-campeão dos moscas (até 56,7kg.), Deiveson Figueiredo se encontra em uma posição delicada no Ultimate. Depois de perder o segundo capítulo da rivalidade contra Brandon Moreno, o brasileiro viu o mexicano se mostrar relutante sobre uma possível trilogia e está insatisfeito com a postura do atual campeão da divisão.

Veja Também

Em entrevista exclusiva ao canal do SUPER LUTAS, ‘Daico’, como é conhecido, relembrou que teve a oportunidade de negar uma revanche com Moreno, mas fez questão de enfrentá-lo. Porém, agora, ele afirma que o mexicano tem adotado uma postura diferente e questiona conduta do atleta.

“Ultimamente ando tão chateado com esse cara (Brandon Moreno) que algum dia ele vai cair na minha frente e vai ser o dia que eu vou espancar esse moleque, pela falta de caráter dele. (Após a primeira luta) eu poderia muito bem falar: ‘Eu lutei contra você, você não me ganhou e não vou te dar a revanche’. Mas eu mantive minha postura e disse: ‘Eu quero a segunda luta contigo’. Agora, o cara me ganhou, eu pedi a trilogia e ele resolve não me dar”, disse Figueiredo.

Com a rivalidade aflorada, ‘Daico’ também indica que pode encarar Moreno até mesmo no México e promete nocauteá-lo, caso a trilogia venha a acontecer no futuro próximo.

“É muita falta de caráter e ele sabe que a luta a ser feita é comigo. É uma luta que vende e vai chamar o maior público, principalmente se for dentro do México. Muita gente me conhece e sabe que eu não estava bem naquela luta, mas está na mão de Deus. Tenho certeza que se for para acontecer, vai acontecer. Esse cara não vai se passar por frouxo, porque a hora que a gente se encontrar vou ser totalmente diferente e a minha vontade vai ser nocautear e quebrá-lo na porrada”, acrescentou Deiveson.

Erro na preparação

Após empatar no primeiro embate e manter o cinturão, Figueiredo não conseguiu se segurar como campeão no segundo capítulo da rivalidade e acabou finalizado por Moreno no terceiro round do UFC 263. Mais de dois meses depois, o brasileiro conta que lidou com problemas para bater o peso e acredita que tenha errado em sua preparação para o duelo.

“Quando chegou (na hora) lá, eu quase não bato o peso por isso. Na semana da luta eu tive treinos fortes, que me deixaram dolorido para a luta, o que não poderia ter acontecido. Ainda vamos ter várias reuniões e a gente vai chegar em um ponto ideal para que eu consiga chegar 100% e totalmente focado, com a mente limpa. (…) Eu sou um cara bem tranquilo. Mesmo perdendo, sei manter a cabeça erguida e seguir em frente. Estou bem focado, quero treinar e ser o verdadeiro ‘eu’. Entrei na luta e não fiz nada – só recebi golpes. E vou treinar muito para não cansar. Seja quem entrar em minha frente, vou sair na porrada do primeiro round ao último”, destacou o atleta.

Futuro nos moscas

Questionado sobre seu futuro nos moscas (até 56,7kg.), o paraense também projetou os próximos passos na categoria atual. Ele diz que, no momento, quer reconquistar o cinturão e considera que pode subir aos galos (até 61,2kg.) após duas defesas de título.

“Eu quero reconquistar cinturão, fazer duas defesas e falar que quero subir. Isso está em minha cabeça e quero cumprir essa meta na minha vida de reconquistar o cinturão e subir ao peso galo. Estou trabalhando bem forte para isso e costumo dizer que quero preencher a ‘medalha’ que o UFC dá”, finalizou.

Histórico do atleta

Aos 32 anos, Deiveson Figueiredo vive momento adverso no Ultimate. Depois de emplacar cinco vitórias seguidas e conquistar o título dos moscas, o brasileiro encontrou problemas para bater o peso e tem um empate e uma derrota em suas apresentações mais recentes no octógono. Ainda assim, ele se encontra em primeiro no ranking e conta com um cartel de 20 triunfos, dois reveses e um empate na carreira.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments