Derek Brunson finaliza Darren Till no UFC Las Vegas 36 e se aproxima de disputa de cinturão | SUPER LUTAS

Derek Brunson finaliza Darren Till no UFC Las Vegas 36 e se aproxima de disputa de cinturão

O norte-americano dominou o britânico por grande parte da luta e finalizou com um mata-leão a 2m13s do terceiro assalto

D. Brunson finalizou D. Till na luta principal do UFC Las Vegas 36 (Foto: Instagram/UFC)

Na luta principal do UFC Las Vegas 36, Derek Brunson derrotou Darren Till por finalização no terceiro assalto e deu mais um passo rumo a uma disputa de cinturão na divisão dos médios.

Veja Também

A vitória sobre Darren Till foi a quinta consecutiva de Derek Brunson, que não perde desde novembro de 2018, quando foi derrotado pelo atual campeão Israel Adesanya. De lá pra cá, o norte-americano enfileirou Elias Theodorou, Ian Heinisch, Edmen Shahbazyan, Kevin Holland e agora Darren Till.

Till, por outro lado sofreu a quarta derrota nas últimas cinco lutas. De 2018 para cá, o britânico perdeu para Tyron Woodley, Jorge Masvidal, Robert Whittaker e Derek Brunson, com uma vitória solitária sobre Kelvin Gastelum no meio do caminho.

A LUTA

O duelo começou com Till tomando a iniciativa e indo para cima. Em uma das várias combinações de jab e direto do britânico, Brunson pareceu ter sentido, mas rapidamente atacou em queda e levou a luta para o solo. Trabalhando na meia guarda, Brunson colocou o antebraço no pescoço de Till e abriu espaço para soltar duros golpes. Após receber muitos golpes, o britânico conseguiu repor a guarda e posteriormente empurrar o adversário e se levantar com um minuto de round restante. Em pé, Till tentou uma cotovelada de esquerda, mas Brunson fez a defesa.

No início do segundo round, Brunson não quis perder tempo e rapidamente atacou em queda, mas Till defendeu bem. Em nova tentativa, Brunson soltou a combinação de jab e direto e na sequência conseguiu levar a luta para o solo, já caindo na meia-guarda. Ao contrário do que acontececeu no primeiro round, Brunson estabilizou a posição de domínio, mas pouco golpeou em um primeiro momento. Com pouco mais de um minuto de domínio na luta de solo, o norte-americano voltou a colocar o antebraço no rosto do britânico e soltou uma boa cotovelada. Nos últimos instantes do segundo assalto, Till conseguiu ficar em pé, mas com Brunson grampeado até o soar do gongo.

O terceiro round começou melhor para Darren Till. O britânico conseguiu se soltar das tentativas de clinch de Brunson e soltou bons golpes, fazendo o norte-americano sentir. No desespero, Derek Brunson foi para mais uma tentativa de queda e conseguiu levar a luta para o solo. O norte-americano caiu montado, viu Darren Till ceder as costas e ficou com o caminho aberto para aplicar o mata-leão e finalizar a luta no terceiro round.

Tom Aspinall confirma favoritismo e derrota Serghei Spivac por nocaute técnico no primeiro round

T. Aspinall nocauteou S. Spivac no primeiro assalto (Foto: Instagram/UFC)

Na luta co-principal da noite, Tom Aspinall não teve dificuldades para derrotar Serghei Spivac. O britânico fez valer o favoritismo e saiu com o nocaute técnico ainda no primeiro round.

A vitória foi a quarta consecutiva de Tom Aspinall, que ainda não perdeu no Ultimate e já começa a se aproximar do topo da organização. O britânico tem agora 11 vitórias na carreira, sendo nove delas por nocaute e a décima no primeiro assalto. Sergey Spivak, por sua vez, viu a sequência de três vitórias ser interrompida. O atleta da Moldávia tem quatro vitórias no Ultimate e perdeu pela terceira vez na organização.

O duelo entre os pesos pesados começou estudado, mas com Aspinall controlando o centro do octógono e apostando em combinações de jab e direto. Com pouco mais de dois minutos de luta, Spivac tentou a primeira queda, mas não teve sucesso. Logo depois, na saída do clinch, Aspinall acertou uma joelhada e uma ótima cotovelada de direita, levando o moldavo a knockdown e terminando o serviço com uma chuva de golpes no chão para vencer por nocaute técnico.

Em luta movimentada, Alex Morono derrota David Zawada por decisão unânime

A. Morono venceu no UFC Las Vegas 36 (Foto: Instagram/UFC)

Na terceira luta do evento, Alex Morono e David Zawada duelaram pela divisão dos meio-médios. Após três rounds bem movimentados, Morono saiu vitorioso por decisão unânime dos juízes laterais (30-27, 30-27, 30-27).

A vitória foi a segunda consecutiva de Alex Morono no UFC. O norte-americano tem agora nove vitórias, quatro derrotas e uma luta sem resultado na organização. David Zawada, por sua vez, perdeu a segunda seguida e tem agora quatro derrotas e apenas uma vitória no Ultimate.

O combate começou com Zawada mais agressivo. O alemão não demorou para conseguir encurtar a distância e trabalhar as combinações. Em uma das investidas de Zawada, Morono acertou um bom contra-ataque de direita. A tônica do primeiro assalto foi essa, com o alemão tomando a iniciativa e o norte-americano aproveitando as brechas para contragolpear.

Assim como o primeiro, o segundo assalto foi disputado inteiramente na luta em pé. Os dois lutadores apostaram na trocação franca, com bons golpes disparados dos dois lados, mas nenhum certeiro o suficiente para definir a luta.

No início do terceiro round, David Zawada sofreu um desequilíbrio e foi ao chão, mas conseguiu se levantar antes que Morono pudesse aproveitar. O alemão tentou uma queda de sacrifício, mas o norte-americano acabou ficando por cima e buscando a transição para as costas sem sucesso. Novamente em pé, Morono aplicou uma linda sequência de golpes rodados: chute na linha de cintura e soco no rosto. Na última tentativa de sair com a vitória, Zawada atacou em queda, mas teve o pescoço laçado por Morono. O alemão conseguiu se levantar, mas não havia mais tempo para correr atrás do resultado.

Khalil Rountree lesiona Modestas Bukauskas com chute oblíquo e vence por nocaute técnico

K. Rountree derrotou M. Bukauskas no UFC Las Vegas 36 (Foto: Instagram/UFC)

Na segunda luta do card principal, Khalil Rountree derrotou Modestas Bukauskas por nocaute técnico com um pisão no joelho no segundo assalto.

Com o resultado positivo, o “Cavalo de Guerra” se recuperou da sequência de duas derrotas e venceu pela primeira vez desde abril de 2019. Já o lituano perdeu a terceira consecutiva no octógono.

A luta começou muito favorável a Khalil Rountree, que rapidamente encontrou a distância e conectou um duro direto no rosto de Bukauskas, que sentiu. Rountree manteve a “blitz” e continuou acertando bombas no rosto do lituano, quebrando inclusive o nariz do adversário. Após a pressão inicial, Rountree diminuiu o ritmo, mas Bukauskas continuou sem conseguir atacar. Nos segundos finais do primeiro round o norte-americano ainda acertou mais um bom golpe de direita, mas não havia tempo para mais nada.

Ao contrário do primeiro round, o segundo assalto apresentou em seu início um ritmo mais cadenciado, com Rountree aproveitando a vantagem conquistada e controlando o ritmo da luta. Restando cerca de dois minutos e meio para o final do assalto, Rountree pisou no joelho de Bukauskas, que instantaneamente caiu no chão gritando de dor. Vitória por nocaute técnico de Rountree no segundo assalto.

Resultados do UFC Las Vegas 36

CARD PRINCIPAL (17h, horário de Brasília)

Peso médio: Derek Brunson finalizou Darren Till com um mata-leão a 2m13s do R3

Peso pesados: Tom Aspinall  derrotou Serghei Spivac por nocaute técnico a 2m30s do R1

Peso meio-médio: Alex Morono  derrotou David Zawada na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-pesado: Khalil Rountree derrotou Modestas Bukauskas por nocaute técnico a 2m30s do R2

Peso leve: Paddy Pimblett derrotou Luigi Vendramini por nocaute técnico a 4m21s do R1

CARD PRELIMINAR (14h, horário de Brasília)

Peso mosca: Molly McCann derrotou Ji Yeon Kim na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso galo: Jack Shore derrotou Liudvik Sholinian na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso casado: Julian Erosa finalizou Charles Jourdain com um triângulo de mão a 2m56s do R3

Peso médio : Marc-Andre Barriault  derrotou Dalcha Lungiambula na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso galo: Jonathan Martinez x Marcelo Rojo – Luta cancelada

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments