UFC 160: Pezão desafia Velasquez para trazer cinturão dos pesados de volta ao Brasil | SUPER LUTAS

UFC 160: Pezão desafia Velasquez para trazer cinturão dos pesados de volta ao Brasil

Programa de lutas também traz Júnior Cigano contra Mark Hunt e Glover Teixeira diante de James Te Huna

Velasquez vs. PezaoO octógono montado no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, vai tremer. Isso porque quatro dos maiores pesos pesados da atualidade se enfrentam no UFC 16o, evento que acontece neste sábado (25), nos Estados Unidos.

Na atração principal da noite, o brasileiro Antônio Pezão desafia o campeão Cain Velasquez pelo título da categoria. Já na segunda luta mais importante do show, Júnior Cigano retorna ao octógono diante de Mark Hunt.

VEJAInfográfico traz aperitivo de Velasquez vs. Pezão

Pezão em busca do cinturão

Diante do maior desafio de sua carreira, o brasileiro Antônio Pezão tentará surpreender o mundo ao tomar o cinturão de Cain Velasquez. Apesar de já ter sido derrotado pelo norte-americano de ascendência mexicana, em sua estreia no UFC, o brasileiro garante que está melhor preparado e promete trazer o cinturão de volta para o Brasil.

“Desta vez eu tive mais tempo para treinar, estudar e corrigir os meus erros. Estou preparado para lutar cinco rounds, mas detesto ir para decisão dos juízes e vou tentar terminar a luta antes”, disse Pezão, que vem de triunfos diante de Travis Browne e Alistair Overeem.

MAISComente o UFC 160 em nosso Fórum

Por sua vez, Cain Velasquez, que tomou o cinturão de Júnior Cigano no UFC 155, em dezembro de 2012, não quer levar o favoritismo pra dentro do octógono.

O campeão elogiou o brasileiro, mas não quer dar chances para o azar no embate.“Eu nunca subestimo ninguém. Ele tem muito poder nas mãos e acho que vai tentar usar o boxe para me superar. Mas o que ele trouxer para a luta, eu vou tentar aproveitar a meu favor”, declarou.

 Cigano volta ao octógono

O catarinense Júnior Cigano volta as competições no UFC 160 com dois objetivos traçados. Derrotar Mark Hunt e ter uma nova chance para reconquistar o cinturão do Ultimate.

Mas antes de pensar em medir forças com Velasquez ou Pezão, Cigano terá que passar pelo duro neozelandês Mark Hunt. Apear de reconhecer as habilidades na trocação do rival, o brasileiro aposta na agilidade para deixar o octógono com a vitória. “Eu sou mais rápido que o Hunt e vou partir para o nocaute. Por sermos dois lutadores de pé, creio que os fãs terão uma boa luta”, previu o ex-campeão.

Por sua vez, Mark Hunt, que vem de quatro vitórias consecutivas, também busca uma chance para disputar o título da divisão mais badalada do UFC. O veterano neozelandês, de 38 anos, confia no poder de suas mãos para sair com a vitória. “Vai ser nocaute no primeiro round ou no segundo”, prometeu o confiante lutador.

Mais Brasil

Além de Antônio Pezão e Júnior Cigano, o programa de lutas do UFC 160 traz mais um brasileiro em ação. Em busca de sua quarta vitória no Ultimate, Glover Teixeira mede forças diante de James Te Huna, onde uma vitória deixará o mineiro de Sobrália próximo de desafiar o campeão Jon Jones pelo cinturão dos meio-pesados.

Confira abaixo o card completo do UFC 160, que transmissão ao vivo do canal Combate a partir das 19h:30m:

UFC 160:

Card Principal

Até 120 kg.: Cain Velasquez (108,9 kg.)vs. Antonio Pezão (119,4 kg.);

Até 120 kg.: Júnior Cigano (108,5 kg.) vs. Mark Hunt (119,8 kg.);

Até 93,0 kg.:  Glover Teixeira (93 kg.) vs. James Te Huna (93,5 kg.);

Até 70,3 kg.: T.J. Grant (70,3 kg.) vs. Gray Maynard (70,8 kg.);

Até 70,3 kg.: Donald Cerrone (70,3 kg.) vs. KJ Noons (70,8 kg.);

Card Preliminar

Até 77,0 kg.: Mike Pyle vs. Rick Story (76,7 kg.);

Até 65,8 kg.: Dennis Bermudez (66,2 kg.) vs. Max Holloway (65,8 kg.);

Até 77,0 kg.: Colton Smith (77 kg.) vs. Robert Whittaker (77,6 kg.);

Até 70,3 kg.Khabib Nurmagomedov (71,2)* vs. Abel Trujillo (70,3 kg.);

Até 77,0 kg.: Nah-Shon Burrell (78 kg.)* vs. Stephen Thompson (77 kg.);

Até 61,2 kg.: Brian Bowles vs. George Roop (61,2 kg.);

Até 65,8 kg.: Estevan Payan (65,8 kg.) vs. Jeremy Stephens (66,2 kg.);

* Lutador não conseguiu bater o peso da categoria;

** Lutas que não são válidas por cinturão tem uma tolerância de 0,5 kg.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments