Vídeo: Treinador revela detalhes dos bastidores de 'Belfort x Holyfield' e projeta futuro de brasileiro no boxe | SUPER LUTAS

Vídeo: Treinador revela detalhes dos bastidores de ‘Belfort x Holyfield’ e projeta futuro de brasileiro no boxe

Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, Júnior Sales destacou foco do ‘Fenômeno’ mesmo após a saída de Oscar De La Hoya e falou sobre as possíveis lutas contra Jake Paul e Anderson Silva

De frustração por ter luta contra Oscar De La Hoya cancelada à consagração por um nocaute sobre Evander Holyfield. Essa foi a montanha-russa de sensações que Vitor Belfort sentiu para o ‘Boxe das Lendas’ no último sábado (11). Em entrevista exclusiva ao canal do SUPER LUTAS, o treinador Júnior Sales detalhou os bastidores da mudança de adversário e destacou o foco do brasileiro para o duelo.

Veja Também

“Demorou cerca de meia-hora depois de um treino e a gente recebeu a notícia (da saída de Oscar De La Hoya). Deu aquela frustrada, mas já falei com ele: ‘Nós temos que estar focados no que a gente tem controle, não temos como controlar isso’. Quando foi no outro dia, começou a surgir o burburinho de que Holyfield iria (substituir). Então, no sábado, ele treinou e, no domingo, descansou. Ali a gente já sabia que a luta iria acontecer”, disse Sales.

Apesar do triunfo, Belfort foi questionado por ter enfrentado Holyfield com 58 anos. Ainda assim, o brasileiro ‘não aliviou’ e conseguiu o nocaute no primeiro round do embate. Questionado sobre o assunto, Júnior afirmou que trabalhou para manter a cautela do ‘Fenômeno’ e deixou as questões particulares de fora da preparação.

“Não importa a idade dele. Eu conversei muito isso com o Vitor, que é um cara de coração muito bom. Só que, na hora, a gente não tem que pensar se o cara é bom, se é uma lenda e pessoa boa, ou pensar na saúde e família dele. Apenas fazer o trabalho. E eu estava com certo receio de chegar na hora e o Vitor ficar com cautela por causa da idade do cara. Então, tivemos que conversar bastante para manter o foco e lutar como se fosse um moleque de 20 anos. Não tem essa. Não quero saber se o cara tem 58 anos. Ele passou em todos os exames que a Comissão Atlética exigiu”, destacou o treinador.

Estratégia para vencer Holyfield

Para a preparação na ‘Belfort Fitness Lifestyle’, Júnior Sales sabia que precisaria trabalhar o ímpeto agressivo de Vitor Belfort para evitar que o ‘Fenômeno’ fosse surpreendido com o contragolpe de Evander Holyfield, reconhecido como seu ponto forte no auge.

“É difícil segurar um cara como o Vitor, né? Um cara que é nocauteador, que sente o ‘cheiro de sangue’ e vai para cima. Então, a gente teve que conversar bastante para ele não ir muito à briga. (Uma oportunidade) de ele mostrar que ele realmente tem grandes habilidades no boxe e que ele pode boxear cinco, seis, sete ou oito rounds tranquilamente, só que a oportunidade (de nocautear) apareceu (…) Só que a gente estava com um receio pelo fato de o Holyfield ter a mão pesada, Vitor ir com tudo e, nessa, entrar com um gontragolpe e arruinar tudo. Então, quando o Vitor deu o primeiro knockdown, ele já começou a ir com muita ‘sede ao pote’ e gritamos para ele ter mais cuidado e não ir com tudo. Mas, como eu disse, segurar o cara como o Vitor foi difícil. Então, ele foi lá e fez o que faz de melhor, que é nocautear”, explicou.

Luta contra Jake Paul?

Depois de nocautear Holyfield, Belfort surpreendeu na entrevista pós-luta ao desafiar o youtuber Jake Paul por uma luta de US$ 30 milhões (cerca de R$ 157 milhões), paga ao vencedor do duelo. A ‘Triller Fight Club’, que organizou o último evento, também esteve disposta a fazer o duelo acontecer. Porém, questionado sobre o assunto, Sales acredita que o norte-americano não aceitará o combate e já projeta os próximos passos de Vitor na modalidade.

“Data ainda não tem. Mas a ‘Triller’ ofereceu (um combate) ali, no final da luta. Eu acho que se isso acontecer (luta contra Jake Paul), que vai ser no final de semana em novembro, seria maravilhoso. Mas eu tenho praticamente certeza que o Jake Paul não vai aceitar uma luta, porque o risco é muito alto e ele sabe disso. Então, temos que aguardar mais uma, duas, três semanas para sabermos quais são os próximos passos”, acrescentou.

Revanche brasileira

A noite da ‘Triller Fight Club’ terminou feliz aos brasileiros, já que Anderson Silva e Vitor Belfort venceram Tito Ortiz e Evander Holyfield, respectivamente. Em seguida, houve especulações sobre uma possível revanche entre os representantes tupiniquins – agora no boxe. Mas Júnior indicou que, no momento, uma segunda luta está longe de se concretizar.

“Cara, chance (de uma revanche acontecer) sempre tem. Mas eu acho que, neste momento, não seria tão interessante. O Anderson (Silva) acabou de fazer sua segunda luta no boxe e o Vitor (Belfort) fez a primeira. Então, acho que seria legal os dois fizerem mais uma para ver se os dois vencem novamente. E aí poderia ter uma revanche. Poderia ser maior. Ele nem tocou no assunto e não está nem pensando nisso”, finalizou.

Tido, por muitos, como uma das grandes lendas brasileiras no MMA, Vitor Belfort teve um cartel de 26 vitórias, 14 derrotas e uma luta sem resultado quando decidiu por migrar ao boxe. No retorno, ele conseguiu vencer Evander Holyfield e já dá indícios que planeja outros grandes desafios na modalidade.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator