Alexander Volkanovski questiona motivação de Brian Ortega por luta pelo título dos penas no UFC 266

Campeão dos penas (até 65,7kg.), australiano diz que o norte-americano é 'pouco profissional' e não vai conseguir se tornar campeão do Ultimate

A. Volkanovski tenta defender cinturão dos penas no UFC 266. Foto: Reprodução/Instagram

Perto de colocar seu cinturão dos penas (até 65,7kg.) em jogo no UFC 266 deste sábado (25), Alexander Volkanovski questionou o profissionalismo de Brian Ortega para tentar conquistar o título no combate principal do evento. No ‘media day’, o australiano afirmou que teve a oportunidade de conhecê-lo e se surpreendeu negativamente com seu adversário.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu não sou um ser humano com talento atlético, sabe o que quero dizer? Eu sou subestimado por minha altura, mas foi apenas por meio de trabalho duro e muito esforço que cheguei onde estou. E eu sou a prova viva de que qualquer um pode fazer isso ou o que quiser. O trabalho duro leva você para onde estou, mas o talento só leva você até certo ponto. E ele (Brian Ortega) não é profissional. Ele não faz o que eu faço. Garanto que ele não merece esse cinturão. Ele não vai tirar”, disparou Volkanovski.

O relacionamento de Volkanovski e Ortega se intensificou durante as gravações da 29ª edição do ‘The Ultimate Fighter’. Os dois atletas, inclusive, tiveram momentos intensos e de certa rivalidade durante a temporada no programa e, agora, se enfrentam pelo título dos penas (até 65,7kg.). Ainda assim, em entrevista recente, o norte-americano tratou de elogiar e mostrar respeito ao australiano.

PUBLICIDADE:

Líder dos penas desde 2019, Alex irá para a segunda defesa de cinturão após duas vitórias seguidas sobre Max Holloway, uma como desafiante e outra na revanche após conquistar o título. Número dois do ranking da divisão, Brian Ortega terá sua segunda chance de conquistar o ouro da categoria. Na primeira ocasião, em dezembro de 2018, o norte-americano foi ‘atropelado’ por Max Holloway no UFC 231.

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?