Dustin Poirier discorda de Justin Gaethje e elogia Charles do Bronx: ‘mostrou mentalidade de campeão’

Poirier destacou a dura caminhada do brasileiro até o cinturão do Ultimate e afirmou que espera conseguir traçar o mesmo caminho

D.Poirier em luta pelo UFC. Foto/Reprodução: Instagram

Nem só de ataques e “trash talk” vive a divisão dos leves (até 70,3 kg) do UFC. Após Justin Gaethje atacar o campeão Charles do Bronx e chamá-lo de “desistente”, Dustin Poirier saiu em defesa do brasileiro.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em entrevista ao site norte-americano MMAFighting.com, Dustin Poirier, que deve ser o primeiro desafiante ao cinturão de Charles do Bronx, discordou dos comentários feitos por Gaethje e elogiou a postura do brasileiro na luta em que conquistou o título, contra Michael Chandler, no UFC 262.

“Eu já vi Charles em várias lutas. Ele já fez várias lutas em alto nível, então eu realmente já o vi ‘dobrar’ em lutas no passado. Mas também vi ele crescer e se mostrar nas adversidades. Se ele fosse um desistente, ele teve a chance de desistir quando Chandler o machucou, mas ele voltou e acabou com ele. É o que dizem: sua última e sua próxima luta são as mais importantes. O cara mostrou mentalidade de campeão, esforço de campeão, se machucou, juntou as forças e nocauteou o cara. Não teve desistência naquela noite”, analisou Poirier.

PUBLICIDADE:

Apesar de o duelo ainda não ter sido anunciado oficialmente pelo Ultimate, Charles do Bronx deve defender o título dos leves pela primeira vez no UFC 269, em dezembro, justamente contra Dustin Poirier. O norte-americano rasgou elogios à resiliência do brasileiro na jornada pelo título e disse que se enxerga na mesma situação.

“Charles Oliveira teve um caminho difícil, assim como eu. Ele trincou os dentes, sangrou, mas arrumou um jeito de se tornar campeão do mundo, e é isso que ele é, sem dúvidas. Vejo muito ódio sendo distribuído online e isso nunca vai parar, mas o cara mereceu o que conquistou. É insipirador ver caras como Michael Bisping e Charles do Bronx. Se eu conseguir o cinturão, vou me colocar na mesma categoria. Caras que foram nocauteados e escalaram de volta ao topo. Respeito. Não o conheço pessoalmente, mas respeito sua jornada para se tornar campeão”, finalizou Poirier.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS