De olho em revanche com Adesanya, Brunson admite ter subestimado rival no primeiro encontro

Nocauteado pelo nigeriano em 2018, veterano cita surpresa com qualidades do atual campeão dos médios

D. Brunson em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Instagram

Derrotado por Israel Adesanya em 2018, Derek Brunson acredita que tem contas a resolver com o atual campeão dos médios (até 83,9kg.). Na linha de frente para uma futura disputa de cinturão, o veterano admitiu ter subestimado o rival no primeiro encontro e garante que não cometerá o mesmo erro, caso tenha uma nova oportunidade de enfrentá-lo. Em entrevista ao ‘The MMA Hour’, o atleta falou sobre o tropeço no UFC 230.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu estava furioso quando retornei ao vestiário (no UFC 230). Pensava: ‘não acredito que isso aconteceu’. Estava com raiva, porque eu era capaz de vencer com facilidade. Eu consegui prender o corpo dele. Quando faço isso, venço com facilidade. Eu diria que o subestimei. Pensei que amassaria esse cara com tranquilidade”, disse Brunson.

Disposto a voltar a dividir o octógono com Adesanya que, na época, ainda não era o campeão do grupo, Derek seguiu analisando aquele momento. O tropeço contra Israel marcou a última derrota na carreira do veterano, que vive grande momento na organização.

PUBLICIDADE:

“Quando eu digo que subestimo as pessoas, não é desrespeito. Apenas penso que sei o caminho. Eu estava treinando com mães e pais futebolistas, bombeiros, policiais. Esses foram meus parceiros de treino. Não eram lutadores profissionais. Estava acabando com esses caras na academia e vou para a luta sem estar pronto para um cara de alto nível na minha frente”, encerrou.

Com cinco vitórias consecutivas no currículo, Brunson está na quarta posição no grupo dos médios. O atleta aguarda o desfecho do embate entre Adesanya e Robert Whittaker, no UFC 270, para saber se chegará à sonhada disputa de cinturão.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS