Sem pressão e focada, Tabatha Ricci se diz confiante para conquistar primeira vitória no UFC

Paulista, que encara compatriota Maria Oliveira no UFC Las Vegas 41, revela estar pronta para ‘dar show’ no combate

T. Ricci (foto) encara M. Oliveira no UFC Las Vegas 41. Foto: Reprodução/Instagram

Neste sábado (23), Tabatha Ricci vai ter mais uma oportunidade de assegurar sua primeira vitória no Ultimate. A brasileira, que perdeu para Manon Fiorot em junho deste ano, está pronta para encarar a compatriota Maria Oliveira – que debuta na organização – no UFC Las Vegas 41 do próximo sábado. Agora, a peso palha (até 52,1kg.) revela que se sente bem fisicamente e mentalmente para o duelo no card preliminar.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu acho que o psicológico na luta conta bastante – com a questão do nervosismo e pressão. É normal e, automaticamente, para quem está fazendo a estreia no UFC tem uma pressão maior. A pressão fica mais em cima da Maria, mas luta é luta e a gente nunca sabe. Estou relaxada. Eu fico muito mais nervosa quando vou no corner de uma amiga do que minha própria luta. Estou trabalhando muito a cabeça, estou super feliz e apenas curtindo o momento”, afirmou Ricci.

Apesar de ser derrotada pela promessa francesa Manon Fiorot por nocaute no segundo round, Tabatha ressalta margem de evolução para o ‘duelo tupiniquim’ contra Maria Oliveira. A paulista faz mistério sobre sua estratégia, mas revela estar pronta para qualquer cenário que a luta possa se desenvolver.

PUBLICIDADE:

“Ela realmente tem uma altura que pode ajudá-la, mas me preparei para tudo. Se eu achar que estou levando a vantagem em pé, fico em pé. Se achar que devo levar ao chão, levo ao chão. Sou muito forte na parte do grappling e acho que vou usar bastante isso, caso precise. Se não precisar, estou pronta para a porrada”, completou a brasileira.

Tabatha Ricci também aproveitou a oportunidade para mandar mensagem aos fãs brasileiros. Para encerrar, ela prometeu sua melhor versão e revela estar pronta para dar ‘um show’ no octógono do Ultimate.

PUBLICIDADE:

“Vou dar o melhor de mim. Treinei muito forte para essa luta e vocês vão conhecer uma nova Tabatha. Estou pronta para dar show”, finalizou.

PUBLICIDADE:

Com 26 anos, Ricci soma cinco vitórias e apenas uma derrota em seu cartel profissional. Anteriormente, ela teve uma passagem de sucesso pelo LFA, onde conquistou três triunfos em série.

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?