Ricardo Carcacinha é derrotado por Zubaira Tukhugov no card preliminar do UFC 267

Brasileiro fez luta movimentada, mas acabou derrotado pelo russo na decisão unânime dos juízes

Z. Tukhugov derrotou R. Carcacinha no UFC 267 (Foto: Twitter/UFCEurope)

Na penúltima luta do card preliminar do UFC 267Ricardo Carcacinha enfrentou Zubaira Tukhugov e acabou derrotado na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28).  O brasileiro fez boa luta, mas não foi páreo para o boxe do russo, que demonstrou ótima precisão e potência nos golpes com a mão direita.

PUBLICIDADE:

Veja Também

A derrota contra Tukhugov foi a terceira de Carcacinha desde que estreou no UFC. O brasileiro tem também três vitórias na organização e um total de 15 vitórias e quatro reveses na carreira.

Zubaira Tukhugov se recuperou da derrota sofrida contra Hakeem Dawodu, em sua última luta. Dono de um cartel de 19 vitórias, cinco derrotas e um empate, o russo tem agora dois triunfos nas últimas três lutas.

PUBLICIDADE:

A LUTA

O primeiro round do duelo foi de domínio de Zubaira Tukhugov, que controlou bem a distância e puniu o brasileiro com combinações precisas. Na reta final do assalto, no entanto, Ricardo Carcacinha, encurralado na grade, acertou uma linda cotovelada giratória, balançando o russo.

O segundo round começou com Tukhugov acertando um bom direto no rosto de Carcacinha. Confortável na distância, o russo mostrou boa precisão, velocidade e contundência nos golpes com a mão direita. Tukhugov mostrou também ótima capacidade de esquiva, desviando de uma sequência de quatro golpes do brasileiro. Na reta final do assalto, o russo conseguiu uma bonita queda para garantir mais um round.

PUBLICIDADE:

Demonstrando senso de urgência, Carcacinha voltou mais ligado para o terceiro assalto. O brasileiro defendeu uma entrada de queda do russo e conectou boa joelhada. Os dois passaram a trocar golpes no boxe, com maior precisão por parte de Tukhugov. Mesmo vencendo os primeiros rounds, foi Zubaira Tukhugov quem partiu para cima na reta final, travando o combate no clinch até o soar do gongo.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?