Amanda Ribas supera Virna Jandiroba por pontos em duelo brasileiro no UFC 267

Mineira conseguiu ser superior em dois dos três rounds e volta a vencer na organização; a ‘Carcará’ sofre sua terceira derrota na carreira

A. Ribas (dir.) bateu V. Jandiroba na decisão unânime dos juízes no UFC 267. Foto: Reprodução/Instagram

Amanda Ribas e Virna Jandiroba travaram o único duelo entre brasileiros no card do UFC 267, evento realizado neste sábado (30), na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU). No encerramento do card preliminar, as atletas dos palhas mediram forças e, apesar do equilíbrio, a mineira saiu vencedora na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28).

PUBLICIDADE:

Veja Também

Ribas se recupera do nocaute sofrido em combate contra Marina Rodriguez e volta a ‘sentir o sabor’ da vitória no Ultimate. Em sua carreira, agora, são 11 resultados positivos e dois negativos.

Jandiroba, por sua vez, sofre seu terceiro revés em sua trajetória nas artes marciais mistas. A baiana tem um retrospecto de 17 vitórias e três derrotas.

PUBLICIDADE:

A luta

Virna Jandiroba surpreendeu ao tentar a queda e deixou o pescoço exposto, mas Amanda Ribas não conseguiu desenvolver uma guilhotina. Com a luta em pé, o equilíbrio ficou evidente, com Virna impondo o jogo na longa distância, enquanto Amanda visava encurtar. Em um dos momentos, Jandiroba deu o bote e derrubou Ribas, que buscou – sem sucesso – o triângulo. Na reta final, Virna Jandiroba ainda conseguiu aplicar um knockdown em sua adversária, que ‘bateu e voltou’.

No segundo round, as duas atletas partiram para a trocação franca e Amanda conseguiu ter um bom momento com um direto que chegou a atingir o rosto de Virna. Mais baixa, Ribas parecia à vontade no octógono e conseguiu desferir os melhores golpes, além de reverter uma boa queda.

PUBLICIDADE:

O terceiro assalto foi visto como uma ‘decisão’ para as lutadoras, já que, em tese, quem levasse o round venceria a luta. Amanda seguia com a mesma estratégia do segundo e encurtava a distância, enquanto Jandiroba apostava nos jabs para manter a distância sobre a mineira. No meio do round, Ribas desferiu uma ‘canelada’ que acertou em cheio o rosto de ‘Carcará’. E, apesar da baiana ter sentido o golpe, ela seguiu no combate.

PUBLICIDADE:

Resultados do UFC 267

CARD PRINCIPAL (15h, horário de Brasília)

Peso meio-pesado: Jan Blachowicz x Glover Teixeira – Luta pelo cinturão

Peso galo: Petr Yan x Cory Sandhagen Luta pelo cinturão interino

Peso leve: Islam Makhachev derrotou Dan Hooker por finalização (chave de braço) aos 3m25s do R1

Peso pesado: Alexander Volkov derrotou Marcin Tybura na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso meio-médio: Khamzat Chimaev derrotou Jingliang Li por finalização (mata-leão) aos 3m16s do R1

Peso meio-pesado: Magomed Ankalaev derrotou Volkan Oezdemir na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

CARD PRELIMINAR (11h30, horário de Brasília)

Peso palha: Amanda Ribas derrotou Virna Jandiroba na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pena: Zubaira Tukhugov derrotou Ricardo Carcacinha na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio: Albert Duraev derrotou Roman Kopylov na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-27, 29-27)

Peso meio-médio: Elizeu Capoeira derrotou Benoit Saint-Denis na decisão unânime dos juízes (29-26, 29-26, 29-26)

Peso meio-pesado: Michal Olekzsiejczuk derrotou Shamil Gamzatov por nocaute técnico (socos) aos 3m31s do R1

Peso pena: Lerone Murphy derrotou Makwan Amirkhani por nocaute (joelhada voadora) aos 0m14s do R2

Peso médio: Andre Petroski derrotou Yaozong Hu por finalização (estrangulamento) aos 4m46s do R3

Peso mosca: Tagir Ulanbekov derrotou Allan Puro Osso na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS