Vídeo: Brasileiro apaga rival com chute rodado cinematográfico no ‘Contender’, mas não recebe contrato do UFC

Jonas Bilharinho passa por Canaan Kawaihae com nocaute brutal no quarto round, mas não convence Dana White

J. Bilharinho em vitória pelo Contender Series. Foto: Reprodução/Instagram

Um nocaute brutal foi motivo de polêmica após a última edição da temporada 2021 do ‘Contender Series’, na última terça-feira (1), em Las Vegas (EUA). Representante dos penas (até 65,7kg.), Jonas Bilharinho protagonizou uma cena de cinema ao apagar o adversário, Canaan Kawaihae com um chute rodado no quarto round. A surpresa veio na sequência, quando o brasileiro não foi selecionado por Dana White para integrar o corpo de atletas do UFC.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Nas imagens (veja abaixo), é possível ver o golpe plástico conectado por Jonas, que sequer precisou desferir mais ataques para liquidar a fatura. Assim que encaixou o chute rodado, o brasileiro apenas abriu os braços e aguardou a interrupção do árbitro Herb Dean.

Presente no UFC Apex, Dana fez questão de justificar a ausência de Bilharinho na lista de novos contratados. Segundo o mandatário, o carioca não mostrou ‘instinto assassino’ nos dois primeiros assaltos, mesmo tendo vencido de forma contundente na última etapa.

PUBLICIDADE:

O confronto no ‘Contender’ marcou o 10º compromisso do tupiniquim como profissional no MMA. O lutador, hoje, soma oito vitórias, um revés e um empate.

Mais um contrato negado

Outro brasileiro que venceu, mas não convenceu o ‘chefão’ foi Erisson Silva, o ‘Gato’. Representante dos moscas (até 56,7kg.), o atleta passou por Lun Qiu e bateu o chinês na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja o nocaute de Bilharinho

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?