Podcast #41

Aldo renasce nos galos; campeões, Do Bronx e Amanda Nunes vencem no UFC 269?

Técnico de Dariush, Rafael Cordeiro vê pupilo perto de cinturão e admite aguardar chamado do UFC

Um dos responsáveis por afiar jogo do peso leve, brasileiro não economiza em elogios ao combatente

Responsável por afiar as armas de Beneil Dariush para seus compromissos dentro do Ultimate, Rafael Cordeiro não tem pressa para ver o pupilo disputando um cinturão da empresa. De olho na evolução constante do peso leve (até 70,3kg.), o treinador não economizou nos elogios ao atleta e, com exclusividade ao SUPER LUTAS, falou admitiu que a equipe pode aguardar o necessário por um chamado do UFC.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“O Beneil quer lutar, se botando à prova. Não temos nada, na verdade. Ele quer lutar o mais rápido possível, mas, se tiver a oportunidade de lutar pelo cinturão, a gente pode esperar mais um pouquinho. Os meninos (Charles do Bronx e Dustin Poirier) já lutam em dezembro, então, lá para fevereiro ou março. Quem segurou um pouquinho até agora, segura mais uns meses para a chance de disputar o cinturão. É um menino que não fala mal de ninguém, quietinho, menino bom, entra para matar ou morrer, do jeito que tem que ser”, afirmou.

Os elogios não param por aí. Disposto a exaltar Dariush, hoje, terceiro no ranking liderado por Do Bronx, Rafael apontou qualidades do lutador. O atleta não perde há sete compromissos.

PUBLICIDADE:

“Beneil é uma luta muito difícil para qualquer um. Tem um grappling muito bom, um soco muito forte, joelhada boa, chute na costela fortíssimo. É iraniano o garoto. Esse aguenta o castigo, que dá orgulho. (…) Ele está fazendo o caminho certo. (…) Ele sabe que nossa hora vai chegar”, encerrou.

Em posição de destaque nos leves, Dariush subiu ao octógono pela última vez em maio de 2021. Na ocasião, o atleta passou por Tony Ferguson e ampliou ainda mais seu bom momento.

PUBLICIDADE:

Podcast #41: José Aldo de volta ao topo + Charles do Bronx e Amanda Nunes no UFC 269