Ex-campeã do UFC, Nicco Montaño alega ter sido brutalmente agredida por lutador em hotel

Através de rede social, a ex-campeã peso mosca deu detalhes da suposta agressão sofrida na última quarta-feira (01)

N. Montaño é ex-campeã do Ultimate. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Ex-campeã peso mosca (até 56,7 kg) do UFC, Nicco Montaño revelou, através das redes sociais, que foi brutalmente agredida por Justin Watson, também lutador de MMA de 34 anos.

PUBLICIDADE:

Veja Também

O relato foi feito por Montaño através de seu perfil oficial no Instagram. Segundo a ex-campeã, Justin Watson teria pisado em seu pescoço e em seu rosto e a chutado várias vezes.

“Hoje à noite Justin Watson me pisou no meu pescoço e em no meu rosto, me chutou repetidas vezes no chão e puxou meu cabelo contra seus punhos e a quina da cama. Consegui escapar por um segundo e corri para o corredor (pelada) gritando pela minha vida enquanto ele tentava me puxar de volta pelo cabelo. Felizmente alguém do hotel ouviu meus gritos e veio me resgatar. Estou presa no Texas, sem saber onde ele está e com medo”, relatou Montaño.

PUBLICIDADE:

Em seguida, a lutadora de 32 afirmou que estava no hospital recebendo atendimento e se disse grata à experiência que tem no MMA.

“Estou no hospital e tenho muita sorte de ter a técnica e a força que tenho para conseguir me defender”, escreveu a lutadora.

PUBLICIDADE:

Nicco Montaño se tornou a primeira campeã peso mosca da história do UFC em 2017, ao vencer o The Ultimate Fighter. Após um grave problema de saúde que a impediu de defender o título contra Valentina Shevchenko, a atleta acabou perdendo o cinturão.

PUBLICIDADE:

Desde então, Montaño entrou em ação em 2019, quando foi derrotada por Julianna Peña e teve quatro lutas desmarcadas por lesões, Covid-19 e falha no corte de peso, o que a levou a ser demitido da organização em agosto deste ano.

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico