Jones faz acordo, acusações de violência doméstica são arquivadas e juiz adverte: ‘Fique longe de problemas’

Lenda do MMA tem ação encerrada pela justiça de Nevada e tem multas a pagar que podem ultrapassar R$5 mil

J. Jones (foto) foi preso em setembro, acusado de violência doméstica. (Foto: Reprodução/Instagram @jonnybones)

Preso em setembro de 2021, acusado de violência doméstica e violação de uma viatura de polícia em Las Vegas, Nevada (EUA), Jon Jones respira aliviado. Nesta quinta-feira (16), a lenda do UFC aceitou um acordo e teve as acusações arquivadas pela justiça local. As informações do fim da ação foram divulgadas pelo ‘TMZ‘.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Conhecido por seus shows dentro do octógono e problemas fora dele, Jones voltou a figurar em manchetes negativas depois de ser acusado de agressão por sua companheira em um hotel em Las Vegas. O incidente teria acontecido momentos depois do atleta ser indicado ao ‘Hall da Fama’ do Ultimate por sua luta contra Alexander Gustafsson, em 2013.

Detido sob a acusação de violência doméstica, Jon não respondeu à justiça apenas por lesão corporal contra a parceira. Ao ser conduzido pelas autoridades locais, o lutador teria violado uma viatura, danificando o veículo com uma cabeçada.

PUBLICIDADE:

De acordo com informações divulgadas pelo ‘MMA Fighting’, Jones está livre das acusações. O atleta, no entanto, deverá pagar uma multa que varia de US$25 a US$250, por danos à propriedade. Além disso, o atleta pode desembolsar mais de US$750 em restituição à vítima do dano patrimonial.

O ex-campeão dos meio-pesados do UFC também deverá participar de sessões de terapia para ‘controle da raiva’. Tudo isso foi determinado pelo juiz, que advertiu o atleta a ‘ficar longe de problemas’.

PUBLICIDADE:

Considerado por muitos como o melhor lutador de todos os tempos, Jones não sobe no octógono desde fevereiro de 2020. Na ocasião, o norte-americano defendeu seu antigo cinturão contra Dominick Reyes.

PUBLICIDADE:

Meses depois da vitória, ‘Bones’ abriu mão do título e confirmou o desejo de se testar nos pesados (até 120,2kg.). Desde então, o combatente segue no processo de adaptação de seu corpo para enfrentar os ‘gigantes’ do grupo.

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano