Após derrotar Jennifer Maia, Chookagian revela que seu contrato com o UFC terminou e pede para permanecer na empresa

Número dois dos moscas, a norte-americana deixou claro o seu desejo de continuar na organização, mas disse que pretende continuar lutando onde quer que seja.

K. Chookagian (dir) derrotou J. Maia no UFC Vegas 46 Foto:Instagram/@UFC

Após derrotar Jennifer Maia no UFC Las Vegas 46, a peso mosca (até 56,7kg) Katlyn Chookagian não pôde comemorar por muito tempo. Na entrevista coletiva após o evento do último sábado (15), a norte-americana revelou que essa foi sua última luta do atual contrato com o Ultimate e deixou claro o desejo de permanecer no plantel da organização.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Essa foi a última luta do meu contrato e, geralmente, quando você tem uma, eles renegociam. Quando eles ofereceram essa luta, eu pensei, ‘Estou para negociar um novo contrato’, mas eles agiram como ‘Não, queremos que você termine esse’. Isso não significa, necessariamente, que eles vão me cortar, mas, geralmente, não são boas notícias. Espero que com essa performance, eles queiram me manter. Quero ficar aqui e espero ter provado isso. Acho que o UFC precisa me recontratar antes que eu pense em uma disputa pelo título. Estou com uma sequência de três vitórias, contra adversárias no top-5. Espero que eles me recontratem”, disse Chookagian.

A peso mosca fez questão de exaltar a sua história na organização, disse que pretende permanecer na organização, mas que seguirá lutando profissionalmente, mesmo que seja em outro lugar.

PUBLICIDADE:

“Eles não queriam estender meu contrato antes dessa luta, então espero ter provado que pertenço aqui. Sou a número dois na divisão. Estou nessa posição há três ou quatro anos desde que a categoria foi criada. Tenho tantas vitórias quanto Valentina (Shevchenko). Venci, provavelmente, mais lutadoras no top-10 do que qualquer outro atleta no UFC, masculino ou feminino. Essa foi minha 14ª luta na empresa. Acho que todas eram integrantes do top-10, talvez duas ou três que não. Acho que ganhei minha vaga no Ultimate e espero receber uma ligação na próxima semana. Só espero que eu ainda seja uma lutadora do UFC depois dessa performance. Sou uma lutadora. Vou continuar lutando, não importa o que aconteça, mas quero ficar aqui, com certeza”, finalizou a ‘Blonde Fighter‘.

Atual número dois do ranking até 56,7kg, Chookagian vem embalada por três vitórias consecutivas na organização. Desde a derrota para a brasileira Jéssica Andrade, em outubro de 2020, a norte-americana derrotou Cynthia Calvillo, Viviane Araújo e Jennifer Maia, em sequência. A ‘Blonde Fighter’ possui um cartel de 17 triunfos e quatro reveses no MMA profissional.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano