Brandon Moreno lamenta fase ruim de Cody Garbrandt e põe em xeque o futuro do ex-campeão

O atual campeão dos moscas mostrou preocupação com o futuro do ex-líder dos galos e deixou em dúvidas a continuação de 'No Love' como lutador profissional

C. Garbrandt é nocauteado por K. Kara-France no UFC 269. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Após migrar para o peso mosca (até 56,7kg) em busca de recuperação na carreira e ser derrotado ainda em sua estreia, Cody Garbrandt seguiu com o seu retrospecto ruim na organização. Em entrevista ao ‘MMA Junkie’, o campeão da categoria Brandon Moreno lamentou a fase ruim do ‘No Love’ e pôs em xeque o futuro do ex-líder dos galos (até 61,2kg).

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Ele venceu Dominick (Cruz). Ele perdeu para T.J Dillashaw duas vezes, depois para Pedro Munhoz. Ele então venceu Raphael Assuncão, que não está na melhor fase de sua carreira e depois perdeu para Rob Font e Kai Kara-France. Isso é tão louco. Isso mostra o quão cruel esse esporte pode ser. Eu amo esse esporte, mas estou ciente de que ele é difícil”, disse Moreno.

Preocupado com o futuro de Garbrandt, Brandon questionou se é saudavel para o ex-campeão dos galos permanecer lutando profissionalmente.

PUBLICIDADE:

“Falando do futuro, não é apenas falar do peso moscas, mas falar de toda a sua carreira como um lutador de MMA. É mesmo saudável para ele continuar lutando? Ele foi quebrado em suas últimas lutas e ele caiu. Isso é perigoso. Vamos torcer para que ele se una com sua família e tome uma boa decisão para o seu futuro, porque falando sobre o fator saúde, pode ser perigoso (continuar lutando)”, finalizou Moreno.

Campeão dos galos em 2016, Cody foi derrotado em cinco das sua últimas seis lutas no UFC. Depois de ser destronado por TJ Dillashaw, o ‘No Love’ também foi derrotado na revanche e sofreu reveses para Pedro Munhoz, Rob Font e Kai Kara-France. Garbrandt possui um retrospecto no MMA de 12 resultados positivos e cinco negativos.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano