Após justificar ausência em luta de Ngannou, Dana ignora atrito e elogia atuação do campeão no UFC 270

Depois de explicar por que não vestiu cinturão em franco-camaronês, ‘chefão’ se rende à performance do ‘gigante’ contra Ciryl Gane

F. Ngannou virou ‘Wrestler’ para vencer C. Gane no UFC 270. Foto: Reprodução/Twitter @ufceurope

Depois de explicar sua ausência na luta principal do UFC 270, Dana White foi sincero ao analisar a performance de Francis Ngannou no último fim de semana. O ‘chefão’ do Ultimate minimizou o atrito com o ‘gigante’ e elogiou a atuação do campeão linear dos pesados (até 120,2kg.) na vitória contra Ciryl Gane no UFC 270.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Acho que a luta principal foi surpreendente. Ninguém esperava que Francis atuaria como wrestler. Foi genial para ele, evoluir sua estratégia da forma que foi. Ele foi brilhante”, disse White, em entrevista à ‘ESPN’.

No último fim de semana, Ngannou e Gane dividiram o octógono em duelo válido pela unificação do título dos pesados. Famoso por sua força descomunal, o franco-camaronês chocou com sua versatilidade e conseguiu anular o estratégico adversário por cerca de três rounds.

PUBLICIDADE:

Após cinco assaltos, Francis foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes. Com o resultado, o atleta confirmou o topo absoluto do grupo.

Nos bastidores, a situação não é das melhores entre o campeão e o Ultimate. No UFC 270, o franco-camaronês realizou a última luta de seu contrato e, na coletiva após o show, o lutador cobrou respeito à empresa, cobrou liberdade e não garantiu a renovação. Caso não se apresente até 31 de dezembro, o ‘gigante’ estará livre para assinar com qualquer outra promotora.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano