AO VIVO

Assista à coletiva pós-UFC 276 com Adesanya, Poatan e mais

Deiveson Figueiredo descarta enfrentar Brandon Moreno no México: ‘me chamaram de macaco’

O campeão peso mosca também reafirmou que quer US$ 1 milhão para realizar a quarta luta contra o mexicano

D. Figueiredo derrotou B. Moreno no UFC 270. Foto: Reprodução/Instagram

Logo após ser declarado vencedor da trilogia contra Brandon Moreno, no UFC 270, Deiveson Figueiredo, ainda no octógono, falou sobre o interesse em enfrentar o rival pela quarta vez no México. O brasileiro, no entanto, parece ter mudado de ideia quanto a isso.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Durante participação no podcast “Mundo da Luta”, do “Combate”, Deiveson Figueiredo descartou a possibilidade de enfrentar Brandon Moreno no México. O campeão brincou com a falta de popularidade de seu treinador Henry Cejudo no país, mas apontou o racismo por parte de alguns fãs mexicanos como o principal motivo para a decisão.

“Se a gente lutar no México, é certeza a gente não sair com o Cejudo de lá, porque a galera quer a cabeça dele no México. Então, atendendo o pedido do Cejudo, vamos pedir esta luta pro Brasil, ou em qualquer outro lugar, menos no México. Até eu não quero ir lá. Os caras são bem preconceituosos também, alguns mexicanos vem a mim me chamando de ‘macaco’ e outras coisas. Através disso, eu não quero lutar no México”, afirmou Deiveson.

PUBLICIDADE:

Ainda durante o podcast, Deiveson reforçou que gostaria de receber US$ 1 milhão (aproximadamente R$ 5,2 milhões) para fazer a quadrilogia contra Moreno e, mais uma vez, citou Kai Kara-France como possível desafiante.

“Eu estou pedindo 1 milhão de dólares pra fazer a quarta luta, que é uma coisa que já está ficando chata. Mas tudo se resume a uma conversa. É sentar com eles pessoalmente pra que a gente possa chegar num número e eu possa lutar com o Kai Kara-France ou seja lá quem for”, finalizou o campeão.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276