Atropelo em compatriota, ‘estilo Khabib’ e desafio a Shogun: Malhadinho analisa estreia e futuro no UFC

Destaque no evento do último fim de semana, brasileiro fala com exclusividade ao SUPER LUTAS sobre próximos passos na organização

O céu é o limite para Jaílton Malhadinho, um dos destaques do UFC Las Vegas 47, realizado no último sábado (5). Protagonista de um duro nocaute sobre Danilo Marques, o brasileiro falou com exclusividade ao SUPER LUTAS e analisou seu desempenho, além de desafiar Maurício Shogun, ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg.) na companhia.

PUBLICIDADE:

Veja Também

No último fim de semana, Malhadinho brilhou e deu seu cartão de visitas na primeira apresentação com as luvas do Ultimate. Contra Danilo Marques, o baiano não tomou conhecimento do rival, vencendo de forma contundente ainda no primeiro round.

Surpresa com ‘luta rápida’

Mesmo respeitoso, Jaílton mostrou surpresa com a performance diante do compatriota, no card preliminar. Versátil, o combatente não deu chances ao adversário e contou que esperava um desafio mais equiparado.

PUBLICIDADE:

“Eu achava que seria uma luta muito dura. Além de ser um cara do jiu-jitsu, ele (Marques) é treinado por Demian Maia, referência. Meu jogo foi mais eficaz e ele acabou não mostrando o trabalho que ele faz na Kings MMA”, afirmou.

‘Estilo Khabib’

Desde que carimbou o passaporte para integrar o corpo de lutadores do UFC, Malhadinho nunca escondeu que tem um estilo diferenciado. Fã do combate agarrado, o baiano voltou a falar sobre o ‘estilo Khabib’, que faz referência à lenda russa, que se aposentou invicto no MMA, sendo, também, dono do cinturão dos leves (até 70,3kg.).

PUBLICIDADE:

“Esse é o plano que estou traçando. A gente visa muito o treinamento dos russo e, se você observar esses caras, são exceção, que estão crescendo cada vez mais no MMA. A gente está tentando adaptar esse jogo também. Sou um cara versátil no chão. Quando coloco para baixo, o cara não tem chance nenhuma de subir (ficar de pé). É muito difícil, porque meu jogo é muito justo. Não tem ninguém na divisão igual a mim, acho que só o Glover Teixeira, que é um cara do ‘jiu-jitsu raiz”, garantiu.

PUBLICIDADE:

Desafio a uma lenda

Depois de passar por Danilo Marques, Jaílton surpreendeu ao propor um confronto contra uma lenda do MMA. O baiano pediu por Maurício Shogun, ícone do Pride e ex-campeão dos meio-pesados do Ultimate. O desrespeito, no entanto, não passou pela cabeça de Malhadinho. Pelo contrário. O atleta fez questão de explicar a sugestão, afirmando que vê o curitibano como referência na modalidade.

“Quero enfrentar Shogun. Ele ainda tem contrato com o UFC. Se eu vencer, estarei bem mais à frente para chegar no ranking. É um nome muito forte. É particular. Qual atleta que não quer lutar com seu ídolo? Thiago Marreta enfrentou Jon Jones, naquela época. Anderson Silva lutou com (Israel) Adesanya. Sou muito fã do Shogun, muito mesmo. (…) Shogun defende muito bem queda e é muito agressivo. É como se fosse uma prova de fogo”, encerrou.

Histórico do atleta

No UFC Las Vegas 47, Jaílton atingiu a marca de 17 compromissos como profissional no MMA. Com a vitória sobre Marques, Malhadinho chegou a 15 resultados positivos contra dois negativos na modalidade.

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica