Masvidal comemora oportunidade de ‘socar’ Covington e crava que vai expor limitações do rival no UFC 272

Além de provocar antigo amigo, lutador também revela ‘ignorância política’ do oponente que enfrenta em 5 de março

J. Masvidal (foto) em vitória pelo UFC Foto: Reprodução/Facebook UFC

Escalado para o ‘acerto de contas’ contra Colby Covington no UFC 272, Jorge Masvidal esbanja confiança em dividir o octógono com o antigo melhor amigo. Empolgado para a luta, que acontece em 5 de março, o ‘Jesus das Ruas’ voltou a provocar e questionou a qualidade técnica do adversário.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“É incrível que vou poder socá-lo na cara. Realmente, não gosto dele e serei muito bem pago para isso. Mal posso esperar para expô-lo para o mundo, de novo. Ele é um charlatão”, disse Masvidal, em entrevista ao ‘Fox News’ Jesse Watters’.

As críticas de Jorge sobre Colby não pararam por aí. O lutador aproveitou a oportunidade para atacar o conhecimento político do rival, fã confesso de Donald Trump, ex-presidente dos Estados unidos.

PUBLICIDADE:

“Se não acredita em mim, pergunte a ele qual é sua lei favorita que Trump aprovou enquanto estava na presidência. Pergunte qualquer coisa relacionada à política. Vocês verão que é uma fraude. Ele fica segurando livros para provocar gatilhos, mas não sabe nada sobre. A respeito de luta, é muito limitado. Mostrarei qual é seu limite em 5 de março”, encerrou.

Embora não esconda a confiança, Masvidal não vive seu melhor momento dentro do Ultimate. Derrotado por duas vezes consecutivas em confrontos contra Kamaru Usman, válidos pelo título dos meio-médios (até 77kg.), o ‘Jesus das Ruas’ subirá no octógono pressionado por um resultado positivo.

PUBLICIDADE:

Em posição de destaque no grupo até 77kg., Covington vive situação parecida à do adversário. Nos últimos dois anos, o ‘Caos’ acumulou três embates, sendo derrotado em dois deles, justamente contra Usman. A vitória de Colby aconteceu contra Tyron Woodley, em setembro de 2020.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano