AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Sem nocaute, Joaquin Buckley não brilha, mas vence Abdul Razak Alhassan por pontos no UFC Las Vegas 48

Representantes dos médios fazem confronto equilibrado em luta que abriu o card principal do show deste sábado

J. Buckley (dir.) em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Famoso pelo poder de nocaute, Joaquin Buckley não conseguiu mostrar sua principal característica. Adversário de Abdul Razak Alhassan no UFC Las Vegas 48, realizado neste sábado (19), o peso médio (até 83,9kg.) teve confronto equilibrado, mas conseguiu deixar o octógono com o resultado positivo. Ao fim de três rounds, o norte-americano foi declarado vencedor na decisão dividida dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com a vitória, Buckley retoma o bom momento dentro da organização. Mesmo sem show, o atleta chega ao seu segundo resultado positivo em sequência.

Visivelmente abatido após o anúncio do resultado oficial, Alhassan acabou se complicando na companhia. Com o novo tropeço, o atleta, agora, soma quatro reveses nas últimas cinco lutas.

PUBLICIDADE:

A luta

O confronto começou com Buckley tomando a inciativa com uma sequência de jabs seguida de um chute alto. Alhassan respondeu com um chute, mas o ataque parou na guarda do adversário. O confronto seguia franco com os atletas trocando ataques no centro do octógono. Restando três minutos para o fim da etapa, Joaquin buscou as pernas do adversário e levou o combate para o chão. Razak conseguiu se levantar e o embate voltou a ser disputado em pé. Perto do minuto final, Buckley derrubou, mas o adversário conseguiu ficar de pé. No minuto final, Abdul lançou um overhand, que explodiu na cabeça do adversário. A luta seguia tensa, com os protagonistas buscando o nocaute. Antes de soar o gongo, os médios seguiram na trocação franca.

Na segunda etapa, Buckley lançou o primeiro ataque, com uma sequência de chutes altos. Alhassan não se intimidava e tentava cercar o oponente no octógono. Passado pouco mais de um minuto, Joaquin tentou uma queda, mas Razak se defendeu bem. Buckley passou a pressionar o adversário contra as grades e lançava duros golpes no corpo de Abdul, que apenas se protegia. Razak absorveu bem as investidas do adversário e passou a responder. Perto do minuto final, Joaquin voltou a crescer no confronto e lançava ataques no oponente, que seguia acuado na grade. Nos segundos finais, Buckley ‘mergulhou’ nas pernas de Abdul, levou o oponente par ao chão, mas não havia mais tempo.

PUBLICIDADE:

O último round começou com os atletas trocando golpes no centro do octógono. Com pouco mais de um minuto, Alhassan conseguiu uma queda sobre o adversário, mas Joaquin teve facilidade em ficar de pé. Como na etapa anterior, Buckley voltou a pressionar o rival próximo às grades e lançava ataques potentes. Perto da metade do assalto, Abdul voltou a levar Joaquin para o chão e trabalhava no ground and pound. Em posição de desvantagem, Buckley tentava se proteger, enquanto Razak agredia. Perto do minuto final, Joaquin conseguiu ficar de pé, mas Alhassan continuava ‘grudado’ no oponente. Perto de acabar o confronto, Razak derrubou e ensaiava uma finalização. Os atletas davam sinais de cansaço. Por cima, Abdul não conseguia ser contundente e o embate chegou ao fim.

PUBLICIDADE:

Resultados do UFC Las Vegas 48

CARD PRINCIPAL

Peso meio-pesado (até 93kg.): Jamahal Hill derrotou Johnny Walker por nocaute a 2m55s do R1

Peso casado (até 88kg.): Kyle Daukaus finalizou Jamie Pickett com um triângulo de mão a 4m59s do R1

Peso pesado (até 120,2kg.): Parker Porter derrotou Alan Baudot na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Jim Miller derrotou Nikolas Motta por nocaute técnico a 1m58s do R2

Peso médio (até 83,9kg.): Joaquin Buckley derrotou Abdul Razak Alhassan na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 65,7kg.): David Onama derrotou Gabriel Benitez por nocaute a 4m24s do R1

Peso galo (até 61,2kg.): Stephanie Egger finalizou Jessica-Rose Clark com uma chave de braço a 3m34s do R1

Peso pena (até 65,7kg.): Chas Skelly derrotou Mark Striegl por nocaute técnico a 2m01s do R1

Peso palha (até 52,1kg.): Glorinha de Paula derrotou Diana Belbita na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.): Chad Anheliger derrotou Jesse Strader por nocaute técnico a 3m33s do R3

Peso pena (até 65,7kg.): Jonathan Pearce derrotou Christian Rodriguez na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.): Mario Bautista derrotou Jay Perrin na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-26)

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276