De contrato renovado com a PFL, Kayla Harrison garante que luta contra Cris Cyborg vai acontecer

Presidente da PFL, Ray Sefo confia em boa relação com Scott Coker para realização do duelo entre organização até o início do ano que vem

K. Harrison (esq.) projeta duelo contra C. Cyborg (dir.). Foto: Montagem SUPER LUTAS

O recente anúncio da renovação de contrato de Kayla Harrison com a PFL não necessariamente impede a realização da superluta contra Cris Cyborg. Pelo menos é o que garantem a norte-americana e o presidente da Professional Fighters League, Ray Sefo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em entrevista ao blog “The Underground”, Kayla Harrison revelou que Donn Davis, um dos fundadores da PFL, a garantiu que fará tudo ao seu alcance para realizar a luta entre a norte-americana e Cris Cyborg.

“Quando eu conversei com Donn Davis (fundador da PFL), ele diminuiu minhas preocupações em relação ao meu legado. Ele falou: ‘olha, não importa se vamos ter que fazer isso na Lua, não ligo se vamos ter que fazer um evento entre organizações, vamos fazer essa luta acontecer. Essa é a luta que temos que fazer acontecer’. Então, é isso, vamos nessa”, contou Harrison.

PUBLICIDADE:

Já Ray Sefo, presidente da PFL, disse, em participação no podcast “Fight Nation”, que mantém boa relação com o presidente do Bellator Scott Coker e acredita que as duas organizações podem chegar a um denominador comum para a realização do confronto entre Harrison e Cyborg.

“Eu pessoalmente não acho que isso seja um problema. Eu sei que Scott Coker fez algumas coisas entre organizações. Ele é um bom amigo meu, não tenho nada a não ser amor e respeito por Scott. Tudo é possível, acho que é só uma questão de os dois times sentarem em uma mesa e garantirem que funciona para todos. É muito possível que uma super luta aconteça no final deste ano, mas também pode ser no início do ano que vem. Tudo isso é muito possível”, garantiu o presidente.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano