Recordista de defesas de cinturão no UFC, Demetrious Johnson diz quais lutadores podem bater sua marca

Dono de 11 defesas de título no peso mosca, o 'Mighty Mouse' acredita que Shevchenko, Adesanya e Usman possam superar sua marca

D. Johnson é o recordista de defesas de cinturão do UFC (Foto: Reprodução/Facebook UFCBrasil)

Atualmente competindo pelo ONE Championship, Demetrious Johnson é o recordista de defesas de cinturão do UFC. Campeão dos moscas da organização entre 2012 e 2018, o “Mighty Mouse” defendeu o título em 11 oportunidades, superando a marca de dez defesas de Anderson Silva. De acordo com o ex-campeão, três nomes do elenco atual do Ultimate têm potencial para um dia quebrarem sua marca.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Acho que as únicas pessoas que chegam perto de conseguir isso são: Valentina Shevchenko, que me impressiona a cada vez que pisa no octógono, Kamaru Usman e Israel Adesanya. Eu acho que Kamaru Usman tem quatro defesas de cinturão, Izzy tem três ou quatro se não me falha a memória. Acho que esses três são os que podem estabelecer um novo recorde”, afirmou Johnson em participação no “MMA Hour”, podcast do site “MMAFighting”.

Johnson errou por pouco em suas contas. Kamaru Usman possui cinco defesas do cinturão meio-médio, enquanto Adesanya de fato tem três. Mais perto que os dois de quebrar a marca, Valentina Shevchenko aparece com seis defesas, a maior marca entre campeões ativos na organização.

PUBLICIDADE:

Para Johnson, os três atletas citados têm potencial para um dia alcançar sua marca, mas o ex-campeão fez questão de destacar a dificuldade do feito.

“Acho que esses três atletas podem chegar lá, mas leva muito tempo. Especialmente com lesões e com a procura pelo oponente certo. Também, hoje em dia é sobre achar o oponente que vai render mais, não é mais sobre o próximo na fila. Além disso, não sei se Shevchenko quer ter filhos, então isso pode ser outro fator também”, finalizou.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano