AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Ex-campeã dos galos do Ultimate, Miesha Tate estreia nos moscas contra top 3 no UFC 276

Veterana mede forças contra Lauren Murphy em 2 de julho e pode se aproximar de cinturão, em caso de vitória; incialmente, luta aconteceria em maio

M. Tate foi campeã dos galos do UFC em 2016. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de confirmar sua ida ao peso mosca (até 56,7kg.) e confirmar sua estreia contra Lauren Murphy para maio, Miesha Tate tem uma nova data para seu debute na nova categoria. Ex-campeã dos galos (até 61,2kg.) do Ultimate, a veterana, agora, será uma das estrelas do UFC 276, que acontece em 2 de julho. Em caso de vitória, a norte-americana pode se aproximar de uma disputa de cinturão, que, hoje, pertence à Valentina Shevchenko.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“A mesma luta, mas com nova data. O maior card para a melhor performance. Vejo vocês em julho”, escreveu Murphy, em sua conta no Instagram.

Campeã dos galos do UFC em 2016, Tate se aposentou do MMA no mesmo ano, após duas derrotas consecutivas. Uma das responsáveis pela difusão das mulheres nas artes marciais mistas, a lutadora decidiu retomar a carreira em 2021.

PUBLICIDADE:

Após um hiato de quase cinco anos, Miesha voltou ao octógono no confronto contra Marion Reneau. Na ocasião, a ex-campeã brilhou e conquistou a vitória com um nocaute no terceiro round.

De volta à elite dos galos, Tate não teve a mesma performance quando encarou Ketlen Vieira. Diante da brasileira, a norte-americana acabou sucumbindo e, no fim de 2021, perdeu a primeira desde sua volta ao esporte.

PUBLICIDADE:

Meses depois, a ‘Cupcake’ tornou público o desejo de se testar na categoria até 56,7kg. Um dos motivos para a decisão foi a conquista de Julianna Peña – sua amiga pessoal – contra Amanda Nunes. Com a venezuelana no trono e sem intenção de enfrentar a colega, restou à veterana mudar de ares.

PUBLICIDADE:

Em julho, Tate irá debutar no grupo logo de cara contra uma adversária da elite. Hoje, Lauren Murphy ocupa a terceira posição na divisão. Em caso de vitória, Miesha pode carimbar o passaporte para enfrentar a campeã, Valentina Shevchenko, que reina absoluta na categoria desde 2018.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276