Com apoio de torcida, Paul Craig supera pressão inicial e finaliza Nikita Krylov no UFC Londres

Escocês sofre com início intenso de seu rival, mas dá show de jiu-jitsu para finalizar com um triângulo

P. Craig (foto) superou N. Krylov com um triângulo no UFC Londres. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Em clima de rivalidade, a luta entre Paul Craig e Nikita Krylov teve momentos de suspense e um desfecho inesperado. Depois de sofrer com ritmo intenso do adversário no grappling, o escocês mostrou seu poder no jiu-jitsu para finalizar com um triângulo no primeiro round. O combate aconteceu no card preliminar do UFC Londres, evento realizado neste sábado (19).

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com o triunfo, Craig confirmou a boa fase e aumentou sua sequência de triunfos. Agora, são três resultados positivos em série, com 28 triunfos e sete reveses em sua carreira profissional.

Krylov teve sua série quebrada e o ‘sabor amargo’ do quarto revés. Ele também tem outros 14 triunfos e um empate.

PUBLICIDADE:

A Luta

O ritmo começou intenso, com Craig buscando a queda. Krylov caiu por cima e na meia-guarda e começou a desferir bons golpes na curta distância. Em posição de dominância, o ucraniano incomodou seu adversário com socos e cotoveladas. Paul, no entanto, surpreendeu e ‘deu o bote’ no triângulo. Com alguns ajustes, o escocês viu seu oponente bater em desistência.

Em duelo de pesos pesados, Pavlovich vence Abdurakhimov por nocaute

PUBLICIDADE:

Sergei Pavlovich mostrou grande superioridade para superar Shamil Abdurakhimov por nocaute no primeiro round. Em duelo válido pela divisão dos pesos pesados (até 120,2kg.), o russo foi superior e, com ritmo intenso na trocação, conseguiu o desfecho diante do polonês.

PUBLICIDADE:

Pavlovich emplacou seu terceiro resultado positivo seguido e já deve subir posições no ranking da categoria. Em sua carreira, são 15 triunfos e um revés.

Abdurakhimov sofre sua terceira derrota em série, sendo a sétima em sua carreira como profissional. O russo também conta com 20 vitórias.

Shore bate Valiev em combate intenso e mantém invencibilidade na carreira

J. Shore bate T. Valiev por pontos. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Jack Shore atacou mais uma vez. Invicto na carreira, o inglês mostrou um ritmo intenso durante 15 minutos para dominar Timur Valiev e vencer o russo na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-27). O atleta, inclusive, deixou a oportunidade de nocautear no último round passar.

Com isso, Shore segue invicto em sua trajetória nas artes marciais mistas. Ele conta com um cartel de 16 triunfos e nenhum revés. Valiev, por outro lado, tem 18 resultados positivos, quatro negativos e uma luta ‘sem resultado’.

Em luta apertada, Reed supera McKeena por pontos

E. Reed (dir.) superou C. McKeena no UFC Londres. Foto: Reprodução/Twitter UFC

A primeira luta feminina no card foi marcada pelo suspense das atletas até a decisão dos juízes. E, depois de três rounds, Elise Reed superou Cory McKeena na decisão dividida dos juízes. Com ritmo intenso, a norte-americana impôs seu ritmo em pé e no contragolpe para bater a anfitriã.

Reed consegue sua primeira vitória na organização – sua quinta no Ultimate. Em sua carreira, são cinco resultados positivos e um negativo. Já McKeena sofre o segundo revés, enquanto também conta com outros seis triunfos.

Mokaev tem estreia arrasadora e finalizar Durden na primeira luta do card

M. Mokaev aplica joelhada em C. Durden. Foto: Reprodução/UFC

O peso mosca (até 56,7kg.) Muhammad Mokaev teve o ‘debute dos sonhos’ diante do apoio de sua torcida e, no primeiro minuto da luta, finalizou Cody Durden com uma guilhotina. O inglês, anteriormente, havia aplicado uma joelhada voadora que desnorteou o norte-americano. O duelo foi o primeiro do card.

Promessa da divisão, Mokaev soma, agora, oito lutas, com sete vitórias e um ‘no contest’ (luta sem resultado). Durden, por sua vez, sente o ‘sabor amargo’ do quarto revés seguido. Ele também tem 11 triunfos e um empate.

Resultados do UFC Londres

CARD PRINCIPAL

Peso pesado (até 120,2kg.): Tom Aspinall finalizou Alexander Volkov com uma kimura a 3m45s do R1

Peso pena (até 65,7kg.): Arnold Allen derrotou Dan Hooker por nocaute técnico a 2m33s do R2

Peso leve (até 70,3kg.): Paddy Pimblett finalizou Rodrigo Vargas com um mata-leão a 3m29s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Gunnar Nelson derrotou Takashi Sato na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca (até 56,7kg.): Molly McCann derrotou Luana Dread por nocaute a 1m52s do R3

Peso leve (até 70,3kg.): Ilia Topuria derrotou Jai Herbert por nocaute a 1m07s do R2

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 65,7kg.): Makwan Amirkhani derrotou Mike Grundy por finalização (triângulo de mão) aos 57s do R1

Peso pesado (até 120,2kg.): Sergei Pavlovich derrotou Shamil Abdurakhimov por nocaute técnico a 4m03s do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Paul Craig finalizou Nikita Krylov com um triângulo a 3m57s do R1

Peso galo (até 61,2kg.): Jack Shore derrotou Timur Valiev na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28,29-27)

Peso palha (até 52,1kg.): Elise Reed derrotou Cory McKenna na decisão dividida dos juízes (27-30, 29-28,29-28)

Peso mosca (até 56,7kg.): Muhammad Mokaev derrotou Cody Durden por finalização (guilhotina) aos 58s do R1

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano