Após vitória arrasadora no UFC Londres, Tom Aspinall ganha cinco posições no ranking dos pesados

No sentido oposto, Dan Hooker despencou cinco posições no ranking dos leves após nova derrota

T. Aspinall está invicto em cinco apresentações no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Considerado por muitos o melhor evento do ano do Ultimate até o momento, o UFC Londres, realizado no último sábado (19), gerou movimentações importantes nos rankings oficiais da organização. A mais impactante delas diz respeito ao protagonista e dono de uma das muitas performances impressionantes do card: Tom Aspinall.

PUBLICIDADE:

O jovem britânico, que finalizou o veterano Alexander Volkov no primeiro assalto da luta principal, subiu cinco posições no ranking dos pesos pesados (até 120,2 kg), passando a ocupar a sexta colocação na divisão e abrindo caminho para ter seu desejo de enfrentar o terceiro colocado Tai Tuivasa realizado. A ascenção meteórica de Aspinall nos pesados aconteceu com cinco vitórias em menos de dois anos, sendo todas elas por nocautes ou finalizações.

Ainda na divisão dos pesados, Sergei Pavlovich, que nocauteou Shamil Abdurakhimov, apareceu na décima primeira colocação do ranking. O russo voltou ao octógono após mais de dois anos sem lutar.

PUBLICIDADE:

Outra movimentação importante aconteceu na divisão dos leves (até 70,3 kg). Derrotado por Arnold Allen em duelo válido pelos penas (até 65,7 kg), Dan Hooker perdeu cinco posições no ranking da divisão de cima, despencando para a décima terceira posição. Allen, por sua vez, ganhou uma posição nos penas, ultrapassando Josh Emmett e assumindo o sexto lugar.

O escocês Paul Craig, que finalizou Nikita Krylov no primeiro round, subiu à oitava posição dos meio-pesados (até 93 kg), enquanto o ucraniano caiu para a décima primeira colocação.

PUBLICIDADE:

A última atualização do ranking promoveu também mudanças pontuais entre atletas que não entraram em ação no final de semana. Nos moscas (até 56,7 kg), Matheus Nicolau ultrapassou Rogério Bontorin e assumiu a sétima colocação; nos galos (até 61,2 kg), Ricky Simon tomou a décima segunda posição de Sean O’Malley; enquanto no mosca feminino, Alexa Grasso trocou de posição com Cynthia Calvillo, assumindo a nona posição.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano