Campeão do ONE Championship, John Lineker descarta desejo de voltar ao UFC: ‘Existe vida fora’

Demitido do Ultimate em 2019, o novo dono do cinturão dos galos da organização asiática enalteceu a sua nova casa e a caminhada para chegar ao título mundial

J. Lineker comemora com o cinturão do ONE Championship Foto: Reprodução/ONE

O brasileiro John Lineker é mais um exemplo de atleta que conseguiu se reerguer na carreira após ser demitido do UFC. Após se tornar campeão dos galos do ONE Championship no último dia 11 de março, o atleta tupiniquim lembrou da sua dura caminhada na carreira para chegar até a conquista do cinturão e foi claro ao afirmar que não tem como meta retornar ao Ultimate.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: Masvidal e Covington esquecem luvas e protagonizam briga em restaurante nos Estados Unidos

Veja Também

“Passa mil coisas (na cabeça), coisas lá do início, de onde a gente começou buscando esse objetivo de viver do esporte e chegar num lugar maior. É a realização não de um sonho, mas de uma vida inteira buscando esse objetivo, e graças a Deus chegou. Olho para trás e vejo que valeu a pena cada esforço, cada suor, cada lágrima derrubada, as dificuldades que apareceram, vem tudo na mente. É uma sensação gratificante, muita emoção, consegui essa realização na minha vida” disse Lineker em entrevista ao ‘Combate’.

PUBLICIDADE:

Demitido do UFC em 2019, o ‘Mãos de Pedra’ enalteceu o tratamento recebido no ONE Championship, disse que deseja permanecer por muito tempo na organização e negou que esteja focado em retornar ao Ultimate.

“Não penso fora do ONE agora, quero focar ali agora na minha carreira. O que tinha que fazer no UFC, já fiz. Mas claro, nada impede (de voltar), mas meus pensamentos hoje estão em focar na minha carreira no ONE e defender meu título. Existe vida fora (do UFC), e quando a gente descobre não quer se arriscar mais. Estou muito bem ali e agora quero focar ali. Não penso em sair dali tão cedo”, finalizou o brasileiro.

Aos 31 anos, John Lineker se tornou campeão dos galos no início do mês de março ao nocautear o seu compatriota Bibiano Fernandes no segundo round. Atleta profissional desde 2008, o lutador paranaense possui um cartel de 35 triunfos e nove reveses no esporte.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276