Adversário de Durinho no UFC 273, Chimaev manda recado para divisão dos meio-médios: ‘Eu sou o rei’

Promessa da divisão, sueco deixa modéstia de lado e diz que já é o melhor lutador da atualidade

K. Chimaev (foto) está invicto em dez lutas no MMA. Foto: Reprodução/Twitter @kchimaev

Em cada apresentação, Khamzat Chimaev mostra amplo domínio diante de seus adversários e parece sair do status de promessa. No UFC 273, evento que acontece no próximo sábado (9), o sueco terá o maior desafio de sua carreira no embate diante de Gilbert Durinho, mas está disposto a seguir como soberano fez até uma ameaça à divisão dos meio-médios (até 77kg.).

PUBLICIDADE:

Veja Também

“As pessoas falam sobre top 10 ou top 5, mas se alguém ficar no meu caminho, vou matar. Não fique no meu caminho. Estou aqui e invicto. Sou o campeão, sou o rei, posso ganhar de todo mundo. Eu sou o melhor de todos e ninguém ‘esmaga’ todo mundo como eu. Eles são muito lentos e fracos, enquanto eu sou forte e muito rápido, com um condicionamento sem limite”, disse Chimaev, enquanto treinava em vídeo publicado pelo canal ‘BlockAccess’.

Khamzat fala, com frequência, sobre a vontade de desafiar Kamaru Usman e Israel Adesanya pelos cinturões dos meio-médios (até 77kg.) e médios (até 83,9kg.), respectivamente. Antes, no entanto, o sueco passar por Gilbert Durinho no card principal do UFC 273.

PUBLICIDADE:

Aos 27 anos, Chimaev está invicto em sua trajetória no MMA. Profissional desde 2018, ele soma 10 triunfos consecutivos, todos na via rápida. Khamzat ocupa a 11ª colocação no ranking liderado por Usman.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276