‘Renegado’ por parte da própria torcida, entenda por que Sterling não é respeitado como campeão legítimo do UFC

Dono do cinturão linear dos galos, norte-americano segue questionado como merecedor de atual posição na categoria

A. Sterling é um dos destaques do UFC 273. Foto: Reprodução/Instagram

Um dos protagonistas do grandioso UFC 273, que acontece neste sábado (9), Aljamain Sterling viverá o momento que determinará o futuro de sua carreira neste fim de semana. Campeão linear dos galos (até 61,2kg.), o norte-americano volta ao octógono cercado de desconfiança na aguardada revanche contra Petr Yan. ‘Renegado’ por parte de sua própria torcida, resta a pergunta: o que fez com que o atleta não caísse no gosto dos fãs?

PUBLICIDADE:

Veja Também

Quando se fala de Aljamain Sterling como campeão dos galos, uma das primeiras lembranças que os fãs de MMA têm é a maneira com que o combatente chegou ao trono. A conquista aconteceu há pouco mais de um ano, quando Petr Yan acabou desqualificado depois de aplicar uma joelhada ilegal no então desafiante.

Sem condições de seguir no confronto contra o russo, o norte-americano, pela regra, somaria o cinturão da categoria. Em um primeiro momento, o lutador chegou a desdenhar do título, já que não era superior a Yan no momento da infração por parte do rival.

PUBLICIDADE:

No anúncio oficial, Sterling chegou a deixar o cinturão no chão do octógono, dando sinais de que não se considerava o campeão legítimo da categoria. A ira de parte dos fãs veio momento depois.

Após ‘rejeitar’ o trono, Aljamain parece ter mudado de ideia e, posteriormente, surgiu nas redes sociais comemorando o campeonato.

PUBLICIDADE:

Outro motivo que pode ter motivado a desconfiança de seus admiradores foi o hiato para confirmar a necessária revanche com Petr. O campeão linear acabou sofrendo uma lesão na temporada passada, que o impossibilitou de subir no octógono ainda em 2021.

PUBLICIDADE:

No tempo em que ficou fora de ação, o Ultimate optou por criar um cinturão interino, e escalou Petr Yan contra Cory Sandhagen. O russo acabou levando a melhor e deu um passo importante na tentativa de recuperar o trono absoluto dos galos.

Mais de um ano se passou e o grande momento chegou. O UFC 273 coloca as estrelas dos galos frente a frente para a unificação do cinturão.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276