Com ‘marcas da batalha no rosto’, Chimaev lamenta não ter nocauteado Durinho

Vitorioso na ‘Luta da Noite’, sueco reconhece qualidades de brasileiro e garante que irá evoluir para triunfar na via rápida no próximo embate

K. Chimaev foi um dos destaques do UFC 273. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Contente, mas nem tanto. Após passar pelo maior desafio em sua trajetória como lutador de MMA, Khamzat Chimaev não está totalmente satisfeito com sua performance na vitória sobre Gilbert Durinho. Estrela no UFC 273, realizado neste sábado (9), em Jacksonville, o sueco não se deu por satisfeito e lamentou não ter nocauteado o niteroiense no combate épico.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu estava muito empolgado para nocauteá-lo. Eu tentei desde o começo. Ele é um cara duro. Não vou tirar isso dele. Do primeiro ao último minuto, tentei nocautear. Da próxima vez, vou trabalhar para ser mais esperto e amassar alguém”, desabafou.

Considerado a grande aposta para o futuro do Ultimate, Chimaev esteve inserido no maior desafio de sua carreira no MMA, até o momento. Diante do número dois no ranking dos meio-médios, o sueco não teve vida fácil, mas levou a vitória na decisão unânime dos juízes após três rounds de batalha.

PUBLICIDADE:

Com o resultado, Khamzat deverá ser inserido no top 5 da categoria até 77kg. na próxima semana. Além da conquista no evento, o lutador atingiu a marca de 11 triunfos em sequência, sem nunca sentir o sabor da derrota.

Xodó da torcida brasileira, Durinho ‘vendeu caro’ o tropeço contra o pupilo da organização. Mesmo perdendo por pontos, o niteroiense chegou a assustar o rival em algumas situações. Após o revés, o tupiniquim deve deixar a segunda posição no grupo.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano