Algoz de Pitbull, McKee exige salário milionário para renovar com Bellator e revela sonho de lutar no UFC

Campeão dos penas confirma ter mais três lutas no acordo e não descarta saída, caso não receba ‘bolada’ por cada apresentação

A. McKee é o atual campeão dos penas no Bellator. Foto: Reprodução/Instagram

Revelado pelo Bellator, AJ McKee pode não estar longe de se desligar da organização que representa desde o início de sua carreira profissional. Algoz de Patrício Pitbull e estrela no evento desta sexta-feira (15), o campeão dos penas (até 65,7kg.) admitiu que pode deixar a companhia, caso seu salário não seja reajustado com cifras milionárias. Em entrevista ao ‘The MMA Hour’, o norte-americano revelou a situação e admitiu o sonho de lutar no UFC.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eles tentara (renovar o contrato). Já lutei por US$1 milhão (cerca de R$4,6 milhões). Sinto que eu nunca deveria me apresentar por menos do que isso, especialmente por tudo o que conquistei. Toda vez que entro no cage, tenho uma vitória em meu currículo”, afirmou o lutador, que não sabe o que é perder em 18 lutas profissionais.

Seguro de que não deseja competir por valores que considera baixos, AJ seguiu seu raciocínio. O lutador também se apoia na realidade de que precisa sustentar sua família.

PUBLICIDADE:

“Voltar a receber menos de US$1 milhão não é racional. Recebíamos US$500 mil (aproximadamente R$2,3 milhões), mas não me cativa mais. (…) Eu pretendo ter filhos um dia. É com esse dinheiro que meu pai come. É geração depois de geração”, disse.

No Bellator desde sua estreia como profissional no MMA, McKee revelou quanto ainda tem de cumprir até que seu contrato expire. O atleta, então, fez uma previsão de quando pode estar ‘livre no mercado’.

PUBLICIDADE:

“Tenho a cláusula de campeão, com três lutas restantes. O contrato não especifica quanto tempo resta. Normalmente, são seis meses por luta. Portanto, um ano e meio de vínculo”, explicou.

PUBLICIDADE:

Mesmo ainda calçando as luvas do Bellator, AJ não se esquivou de polêmica. O atleta admitiu que pretende se transferir para o Ultimate no futuro.

“Meu sonho e objetivo sempre foi conquistar um cinturão do UFC. Quando eu era criança, cresci assistindo o Rampage (Quinton Jackson). O cinturão do UFC foi o primeiro que eu vi na academia. (…) Um dia ainda vou ter um cinturão no UFC. É inevitável.

Pupilo do Bellator, McKee estreia na temporada 2022 nesta sexta-feira, em compromisso histórico. Em grande evento, o norte-americano busca sua primeira defesa de título, e o embate marcará a revanche contra Patrício Pitbull, maior lenda da companhia.

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano