Inserido na guerra, campeão do Bellator ‘esquece’ cinturão e garante só defender título após fim de conflito

Líder dos meio-médios, ucraniano Yaroslav Amosov desabafa sobre batalha assustadora entre seu país e a Rússia

Y. Amosov levou o cinturão do Bellator para a linha de frente da guerra na Ucrânia (Foto: Instagram/Amosov)

Dono do cinturão dos meio-médios (até 77kg.) no Bellator, o ucraniano Yaroslav Amosov não quer saber de MMA até que a guerra entre seu país e a Rússia esteja acabada. Na linha de frente da batalha entre as nações, iniciada no fim de fevereiro, o atleta, que integrou o exército de sua pátria, desabafou sobre o pesadelo vivido pelas pessoas envolvidas no confronto.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Nossos inimigos chegaram à Ucrânia com armas e causaram o caos. Eu e meus amigos decidimos ajudar a defender nosso país. Nos juntamos à defesa territorial da cidade de Irpin. Os soldados russos bombardeavam casas, matavam civis e estupravam mulheres. Eles mataram pessoas dentro dos carros, pessoas que só queriam fugir do território ocupado por eles. Muitas pessoas ficaram sentadas em porões por mais de um mês. Quando libertamos Irpin, eles receberam um pedaço de pão e choraram agradecendo. Ficaram sentados sem água e luz em silêncio com medo de alguém entrar e serem baleados”, disse Amosov, ao ‘URK Sport’, em trecho traduzido pelo ‘Combate’.

Invicto no MMA e atual detentor do trono dos meio-médios no Bellator, Amosov não pensa em defender seu título. O atleta, que, antes da guerra, tinha compromisso confirmado contra Michael Page para 13 de maio, acabou deixando o confronto e dando lugar a Logan Storley. Os atletas, então, lutarão pelo cinturão interino e Yaroslav admitiu não se importar com o cenário.

PUBLICIDADE:

“Eles lutarão pelo título interino e isso não me importa. Vou esperar a guerra acabar e defender meu cinturão depois. Espero que possamos voltar aos nosso lares e que haja paz na nossa terra. O sol vai brilhar, vamos sorrir e tudo ficará bem”, encerrou.

Profissional no MMA desde 2012, Amosov acumula 26 apresentações no esporte e nunca amargou um resultado negativo. Em junho de 2021, o atleta superou o ex-campeão meio-médio, Douglas Silva, e assumiu o topo absoluto da categoria. Até o momento, o ucraniano não realizou nenhuma defesa de cinturão.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276