Na última luta do contrato, veterano Clay Guida é finalizado e complica renovação no UFC Las Vegas 52

Membro do Hall da Fama, veterano de 40 anos vai mal e tropeça diante de Claudio Puelles na luta co-principal

C. Puelles encaixa chave de joelho em C. Guida. Foto: Reprodução/Instagram

Perto do adeus. Em sua última luta no contrato com o Ultimate, Clay Guida pode ter se despedido de forma amarga da empresa. Estrela no confronto co-principal do UFC Las Vegas 52, realizado neste sábado (23), o veterano foi mal e não teve chances contra o promissor Cláudio Puelles. Vítima do jiu-jitsu, o veterano de 40 anos acabou finalizado com uma chave de joelho ainda no primeiro round.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Membro do Hall da Fama do Ultimate, Guida pode ter a sonhada renovação com a empresa dificultada após o tropeço. No top 5 entre os atletas com o maior número de vitórias na organização, o lutador, agora, soma quatro reveses nas últimas seis apresentações.

Promessa dos leves (até 70,3kg.) na companhia, Puelles ampliou o bom momento em grande estilo. Com o triunfo, o peruano atingiu a marca de cinco resultados positivos em sequência. Agora, o lutador sonha com um lugar no top 15 da divisão liderada por Charles do Bronx.

PUBLICIDADE:

A luta

O confronto começou com Guida tomando a iniciativa com um chute baixo. Puelles respondeu com um chute alto, que parou na guarda do veterano. Ainda no primeiro minuto, Clay fintou um cruzado e voou nas pernas do adversário. O peruano se defendeu bem e ensaiava uma finalização. O norte-americano tentava se defender, mas tinha o braço esquerdo dominado pelo oponente. Perto da metade do assalto, Cláudio encaixou uma chave de joelho e obrigou o veterano a bater em desistência.

Promessa do UFC anula rival e vence segunda consecutiva

M. Barber em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE:

Aposta do Ultimate no peso mosca (até 56,7kg.), Maycee Barber não brilhou, mas venceu em luta dominante. Adversária de Montana de la Rosa, a atleta não tomou conhecimento da adversária, tendo sucesso em sua estratégia. Após 15 minutos de domínio total, a norte-americana foi declarada vencedora na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Com o resultado positivo, Barber confirma seu bom momento na companhia. A atleta passou por oscilação na organização e volta a sonhar com o topo da divisão liderada por Valentina Shevchenko.

Sem chances no confronto contra Maycee, De la Rosa não conseguiu repetir a boa atuação diante de Ariane Lipski, em junho de 2021. Agora, a atleta soma três tropeços em nove embates no UFC.

Charles Jourdain brilha com guilhotina no primeiro round

C. Jourdain finaliza L. Vannata no UFC Las Vegas 52. Foto: Reprodução/Instagram

Representante dos leves (até 70,3kg.), Charles Jourdain não perdeu a oportunidade de ampliar seu bom momento no Ultimate. Adversário de Lando Vannata na luta principal, o atleta precisou de um round para provar que o ‘jiu-jitsu não perdoa’. Aproveitando um descuido do adversário, o canadense conseguiu o triunfo com uma guilhotina ainda no primeiro round.

Com o resultado, Jourdain chegou ao seu segundo triunfo consecutivo. Em entrevista ainda no octógono, o atleta propôs um confronto contra o brasileiro Edson Barboza, que, hoje, atua nos penas (até 65,7kg.).

Superado no card principal, Vannata segue sem conseguir brilhar na organização. O novo tropeço aumenta a ‘sina’ do atleta. Em 12 lutas, o lutador nunca conseguiu dois triunfos consecutivos.

Atleta se recupera de derrota relâmpago e finaliza

M. André Barriault em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Em luta disputada em peso casado (até 86,2kg.), Marc-André Barriault se recuperou da derrota relâmpago sofrida para Chidi Njokuani em grande estilo. Estrela do confronto que abriu o card principal, o canadense surpreendeu Jordan Wright e finalizou com uma guilhotina logo no primeiro round.

Com a vitória, o canadense respira mais tranquilo na organização. Antes de subir no octógono, Marc estava pressionado por somar duas vitórias em sete apresentações na companhia.

Superado por André, Wright se complicou de vez na companhia. O lutador, que chegou invicto no UFC, agora, soma três tropeços em cinco compromissos.

Resultados do UFC Las Vegas 52

CARD PRINCIPAL

Peso palha (até 52,1kg.): Jéssica Bate-Estaca finalizou Amanda Lemos com um triângulo de mão em pé a 3m13s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Claudio Puelles finalizou Clay Guida com uma chave de joelho a 3m01s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Maycee Barber derrotou Montana de la Rosa na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve (até 70,3kg.): Charles Jourdain finalizou Lando Vannata com uma guilhotina a 2m32s do R1

Peso casado (até 86,2kg.): Marc-André Barriault finalizou Jordan Wright com uma guilhotina a 2m36s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio: Sergey Khandozhko derrotou Dwight Grant por nocaute técnico a 4m15s do R2

Peso meio-pesado: Tyson Pedro derrotou Ike Villanueva por nocaute técnico a 4m55 do R1

Peso galo: Aori Qileng derrotou Cameron Else por nocaute técnico a 2m48s do R1

Peso meio-médio: Preston Parsons derrotou Evan Elder na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-27)

Peso meio-pesado: Philipe Lins derrotou Marcin Prachnio na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28-29-28)

Peso meio-médio: Mike Jackson derrotou Dean Barry por desqualificação a 3m52s do R1

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica