Cris Cyborg diz que luta com Ronda Rousey nunca fez parte dos planos do UFC

Bastante especulado na década passada, o duelo entre as duas lendas do MMA feminino nunca saiu do papel e segundo a brasileira, por culpa da própria organização

A rivalidade entre R. Rousey (esq.) e C. Cyborg (dir.) nunca ‘entrou’ no octógono. Foto: Montagem SL

Bastante especulado na década passada, o confronto entre Cris Cyborg e Ronda Rousey sempre mexeu com o imaginário dos fãs de MMA, porém, nunca saiu do papel. Mas, segundo a lutadora brasileira, o duelo não aconteceu por falta de interesse do UFC, organização em que as duas eram campeãs de forma simultânea, em categorias diferentes. A declaração foi dada em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“No começo, quando (eu assinei com o UFC), eu acho que eles sabiam que era algo que eu queria para assinar com eles. Mas agora, parando e pensando sobre isso, acho que nunca foi o objetivo. Acho que nunca foi o objetivo fazer essa luta acontecer. Porque eles tiveram a oportunidade, tiveram a oportunidade de fazer essa luta. Talvez eles estavam protegendo ela, talvez ela não quisesse lutar, e você não pode forçá-la, mas eu acho que nunca foi o objetivo”, criticou Cyborg.

A brasileira não escondeu a mágoa com a não realização do duelo contra Ronda e também reclamou de não ter tido a oportunidade de uma revanche contra Amanda Nunes.

PUBLICIDADE:

“Eu tive muitas coisas que nunca aconteceram. Eu e Ronda, a segunda luta entre eu e Amanda (Nunes), nós nunca tivemos a revanche. Mas essas coisas não mudam meu legado. Você não pode se preocupar com coisas que não estão no seu controle. Não tem nada que você possa fazer”, finalizou a veterana.

Campeã dos penas (até 65,7kg) do UFC entre 2017 e 2018, Cyborg conviveu durante todo o seu período de Ultimate com especulações sobre um possível confronto contra Rousey, então dona do cinturão dos galos (até 61,2kg). Porém, apesar do grande desejo dos fãs, o confronto nunca chegou a ser oficializado.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano