AO VIVO

Assista à coletiva pós-UFC 276 com Adesanya, Poatan e mais

A dias de luta decisiva no UFC 274, Tony Ferguson faz duas críticas a Dana White e salários pagos pelo ‘chefão’

Adversário de Michael Chandler neste sábado, ‘Bicho Papão’ faz desabafo sobre tratamento do Ultimate a atletas

T. Ferguson acumula três derrotas seguidas no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Em seu pior momento na carreira e a dias de luta decisiva, Tony Ferguson decidiu polemizar. Adversário de Michael Chandler no UFC 274, que acontece neste sábado (7), o ‘Bicho Papão’ resolver desabafar sobre o que considera um tratamento injusto por parte da diretoria da empresa. Em conversa com a imprensa no ‘media day’, o veterano não poupou críticas à companhia e Dana White.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Acho que recebemos muito pouco. Eu pedi a Dana para lutar boxe. Ele disse que não. Questionei o motivo. Quero jogar baseball, me profissionalizar em outros esportes. Sou um atleta. Quero fazer todas essas coisas, mas, tenho um cara desses agindo como um traficante de drogas, dizendo que não posso fazer isso ou aquilo. Quero ganhar mais dinheiro para a minha família”, afirmou Ferguson.

Neste fim de semana, Ferguson fará sua estreia na temporada 2022. Ex-campeão interino dos leves, o ‘Bicho Papão’ vive seu pior momento como profissional no MMA. Hoje, o lutador acumula três derrotas consecutivas, algo inédito, até então.

PUBLICIDADE:

Mesmo insatisfeito com a forma de gestão do UFC, Ferguson garante estar focado para conquistar um resultado positivo. O atleta, porém, não perdeu a oportunidade de alfinetar White mais uma vez.

“Sou o cara que está aqui e não goza dos ‘privilégios de Dana’. Não acho isso engraçado. (…) Estou levando este fim de semana muito a sério. Vou chutar o traseiro deste queridinho do Dana White”, encerrou.

PUBLICIDADE:

Parte das críticas de Ferguson se dão pelo tratamento recebido por Michael Chandler desde que o atleta deixou o Bellator e chegou ao Ultimate (em 2020). Ex-campeão na concorrente, o lutador precisou de um teste para ser escalado à uma disputa de cinturão linear.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276