Marina Rodriguez revela recusa de luta com Weili Zhang e admite esperar por chance de disputar o cinturão do UFC

Presente no card do UFC 275, brasileira revela recusa por luta contra Weili Zhang e diz entender decisão do Ultimate

M. Rodriguez derrotou Y. Xiaonan no UFC 272 (Foto: Instagram/UFC)

Com quatro vitórias seguidas, Marina Rodriguez parecia ser a próxima desafiante ao cinturão das palhas (até 52,1kg.), mas viu a situação mudar após declaração polêmica de Dana White. Durante divulgação do UFC 275, evento que acontece neste sábado (11), o presidente do Ultimate afirmou que Weili Zhang vai disputar o cinturão na rodada seguinte depois de nocautear Joanna Jedrzejczyk.

PUBLICIDADE:

Em entrevista ao ‘Combate’, Marina – que esteve in loco acompanhando o evento em Singapura – revela que chegou a recusar luta contra Weili Zhang de olho em oportunidade pelo cinturão. Ainda assim, a brasileira opta por aguardar os ‘próximos passos’ da organização.

Veja Também

“A gente sempre trabalhou assim. Desde que entrei no UFC entrei sempre com as melhores e nunca refuguei luta. Desta vez, eu poderia estar ali em cima no octógono. O UFC me ofereceu a Weili Zhang e a gente não pôde aceitar porque eu tinha só dois meses para treinar e estava com pequenas lesões e deixei que a Joanna (Jedrzejczyk) pegasse essa luta. Eu vou aguardar para ver o que vai acontecer e, o que vier, vamos dar tudo que tiver para poder vencer”, disse Marina.

PUBLICIDADE:

Terceira do ranking, Rodriguez já enfrentou – e perdeu – para Carla Esparza em luta na decisão dividida, que aconteceu em julho de 2020. Agora, ela diz que estava confiante de que teria a chance de ‘se vingar’ pelo título, mas entende decisão de Dana White.

“Eu estava confiante que a Carla (Esparza) vencendo seria uma oportunidade de eu ter uma revanche com ela pelo cinturão. Mas, como o Dana (White) falou, não é isso que ele está querendo no momento. Eu vou aguardar”, concluiu.

PUBLICIDADE:

Atual número três no ranking dos palhas, Marina vive um grande momento em sua carreira como profissional no MMA. Com a vitória sobre a chinesa Yan Xiaonan, a gaúcha atingiu a marca de quatro triunfos consecutivos na categoria liderada por Namajunas. Em sua carreira, são 16 resultados positivos, um negativos e dois empates.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano