Natália Silva estreia com ‘surra’ impressionante sobre canadense no UFC Austin

Fechando o card preliminar, a mineira de 25 anos deu um ótimo cartão de visitas em 'monólogo' contra Jasmine Jasudavicius

N. Silva (esq.) derrotou J. Jasudavicius (dir.) no UFC Austin. Foto: Reprodução/Instagram

A espera valeu a pena. Após três anos afastada das competições, Natália Silva deu um show em sua estreia na maior organização de MMA do mundo. Fechando o card preliminar do UFC Austin, neste sábado (18), a mineira de 25 anos não tomou conhecimento de Jasmine Jasudavicius e derrotou a canadense na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-27) em uma “surra” memorável”.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Ex-campeã do Jungle Fight, Natália Silva tem agora sete vitórias consecutivas na carreira e não perde desde dezembro de 2017.

Do outro lado, Jasmine Jasudavicius perdeu pela primeira vez no octógono do UFC, após estrear com vitória sobre Kay Hansen em janeiro deste ano.

PUBLICIDADE:

A LUTA

Natália Silva começou a luta apostando em chutes variados, distribuindo entre as pernas, a linha de cintura e a cabeça de Jasmine Jasudavicius. Se movimentando bastante, a brasileira se mantinha longe do raio de ação da canadense. Em tentativa de aproximação de Jasudavicius, Natália conectou um bom cruzado de esquerda, que fez a rival perder o equilíbrio. Com dificuldade na trocação, a canadense grudou na brasileira. Jasudavicius soltou uma boa cotovelada na saída do clinch. Natália continuou se movimentando muito e soltando bons chutes. Um deles, giratório, pegou em cheio na barriga da canadense. Natália soltou boa combinação de jab, direto e chute alto, conectando os três golpes. Jasmine Jasudavicius voltou a grudar na brasileira, permanecendo assim até o final do round.

Jasudavicius começou o segundo round tentando andar para a frente, mas teve as investidas rechaçadas por bons golpes deNatália Silva. Muito mais rápida, a brasileira conseguiu soltar diversos golpes sem resposta da canadense. Em mais uma tentativa de grudar por parte de Jasudavicius, Natália aplicou uma linda queda de judô e ficou por cima da adversária. De volta em pé, Natália continuou apresentando grande volume e precisão nos golpes. Jasudavicius mergulhou nas pernas da brasileira, que defendeu bem e colocou a adversária para baixo em três oportunidades consecutivas, conectando boas cotoveladas em uma delas. Em pé novamente, Natália continuou acertando golpes sucessivos no rosto da canadense, já bem machucado. Ao final do round, a canadense já se mostrava bem atordoada e tentou sentar no córner da brasileira.

PUBLICIDADE:

Apesar da “surra”, Jasmine Jasudavicius começou o terceiro round andando para a frente, mas a luta manteve a mesma tônica. Natália Silva conectava praticamente tudo que lançava, enquanto a canadense não ameaçava a brasileira. Jasudavicius voltou a mergulhar nas pernas de Natália, que novamente defendeu. Além de “sobrar” em pé, a brasileira defendeu todas as investidas da canadense. Em uma tentativa desesperada, Jasmine Jasudavicius saltou em direção a brasileira, mas encontrou um golpe limpo antes do final da luta.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276