AO VIVO

Acompanhe a PFL 5 2022, com esquadrão brasileiro em ação

Árbitro é alvo de críticas e acusado de permitir massacres no UFC Austin

Com coleção de prêmios de ‘Condutor do Ano’, Herb Dean é ‘detonado’ nas redes sociais após evento de sábado (18)

P. Hawes (esq.) impõe atropelo diante de Deron Winn (dir.). Foto: Reprodução/Instagram

Um dos árbitros mais consagrados na história do MMA, Herb Dean está sendo criticado por sua performance no UFC Austin. Respeitado no meio do esporte, o condutor vem sendo detonado nas redes sociais, acusado de permitir ‘massacres’ no evento do último sábado (18). Os episódios em questão aconteceram no card preliminar.

PUBLICIDADE:

O primeiro incidente aconteceu logo na segunda luta do show. Na ocasião, Phil Hawes protagonizava uma verdadeira ‘sessão descarrego’ em Deron Winn. No episódio, Dean observava de perto o desenrolar do combate, enquanto a ‘vítima’ mal conseguia ficar de pé e era duramente agredida. A interrupção aconteceu perto do fim do segundo round, sacramentando o nocaute.

Veja Também

Sobre a cena, um internauta chegou a expor sua indignação com a postura de Herb.

PUBLICIDADE:

“Jesus Cristo, que castigo. Herb Dean tá carniceiro hoje. Já vi ele parar luta por muito menos”, escreveu o internauta Felipe Andrade.

Outra falha apontada por espectadores aconteceria momentos depois, na penúltima luta do card preliminar. Na ocasião, o autor do ‘atropelo’ foi Jeremiah Wells, que passou por Court McGee . Neste caso, o possível equívoco pode ser creditado a um mau posicionamento do árbitro. O desfecho brutal aconteceu com pouco mais de um minuto de confronto e, de longe, o condutor foi obrigado a correr para impedir que o ‘desastre’ fosse maior, já que a ‘vítima’ caiu apagada com um cruzado limpo no rosto.

PUBLICIDADE:

As manifestações dos internautas não pararam nas críticas. A performance de Dean serviu como ‘munição’ para os famosos MEMES.

PUBLICIDADE:

Confira as interrupções de Dean

Confira alguns MEMES ironizando Dean

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano