AO VIVO

Siga o UFC Las Vegas 57 com três brasileiros. AO VIVO

Apesar de derrota, Taila Santos diz que mostrou que Valentina Shevchenko não é imbatível

Após o revés na decisão dividida dos juízes, a número dois do ranking das moscas revelou que esperava mais dificuldades no confronto diante da campeã da divisão

T. Santos (esq.) em luta contra V. Shevchenko no UFC 275. Foto: Reprodução/Instagram @tailasantos.ufc

Após surpreender o mundo e entregar um duro combate à campeã das moscas (até 56,7kg) Valentina Shevchenko, a brasileira Taila Santos declarou que esperava um um desafio maior. Em entrevista ao ‘Combate’, a atleta tupiniquim contou que recebeu muitas mensagens positivas de outros lutadores e admitiu que aguardava um combate mais difícil no UFC 275.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Foi muito massa. Fui muito bem recebida. Voltei muito mais vitoriosa do que se tivesse voltado com aquele cinturão. Foi gratificante o carinho, as mensagens que recebi, parecia que tinha voltado para o Brasil com uns três cinturões. Por isso que digo que fiquei muito feliz com essa entrega que dei, com essa experiência que recebi. Foi irado! Recebi muitas mensagens, até do Charles do Bronx e da Amanda Nunes. Muito bacana, muito feliz por todo esse reconhecimento”, disse Taila.

A ex-desafiante das moscas revelou que se surpreendeu com a facilidade encontrada para quedar a campeã e admitiu que esperava um confronto mais difícil.

PUBLICIDADE:

“Na verdade, o que me surpreendeu foi como foi fácil. Eu esperava que em algumas áreas seria bem mais difícil. Mas era isso que eu queria mostrar, que ela não é esse monstro, aquela menina invencível que as outras meninas passavam. Estava ali com respeito, ela está ali há muitos anos com o cinturão, então me preparei muito, entrei pronta para desvendá-la, para mostrar que ela não é aquele monstro. Até me surpreendi porque pensei ‘vai ser difícil quedar ela, vai ser difícil impor meu jogo, ela é uma menina dura e inteligente’, mas no fim foi muito mais fácil que eu imaginei. Quando fui para a grade consegui quedar super facilmente, consegui pegar as costas, ficar dominando, isso que me surpreendeu. Esperava um pouco mais de dificuldade e no fim foi mais fácil”, finalizou a brasileira.

Número dois do ranking, Taila viu a sua sequência de quatro vitórias seguidas ser interrompida na derrota por decisão dividida diante de Valentina Shevchenko. Agora, a atleta tupiniquim marca 19 triunfos e dois reveses no esporte.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano