AO VIVO

Siga o UFC Las Vegas 57 com três brasileiros. AO VIVO

Gregory Robocop celebra evolução na trocação e diz que gostaria de enfrentar Edmen Shahbazyan no UFC

Em entrevista exclusiva ao canal do SUPER LUTAS, brasileiro repercute vitória no UFC Austin e projeta ser campeão da organização

Gregory Robocop é só alegrias. Após nocautear Julian Marquez e voltar ao caminho das vitórias, o brasileiro mostrou, mais uma vez, seu poder na trocação e provou que pode ser mais um a chegar forte pela nova safra brasileira na categoria dos médios (até 83,9kg.).

PUBLICIDADE:

Oriundo do jiu-jitsu, Robocop tem marcado sua trajetória pelo poder na trocação. Em três vitórias no Ultimate, ele nocauteou dois atletas e ainda não finalizou na organização. Em entrevista exclusiva ao canal do SUPER LUTAS no ‘YouTube’, ao ser questionado sobre uma mudança de estilo, o lutador enxerga como parte da evolução do MMA e se diz feliz por também ajustar sua luta em pé.

Veja Também

“Minha esposa fica maluca (risos). Ela pede para eu parar de trocar golpes e colocar os caras para baixo. Mas eu acredito que o MMA tenha passado por uma evolução muito grande. Hoje, você não é mais um cara que é do jiu-jitsu ou da trocação. É um esporte que, o campeão mundial do jiu-jitsu (Rodolfo Vieira), vai ser finalizado. Você tem que ser duro e muito estratégico. Eu já tive erros nas lutas passadas que eu poderia ter acabado com a luta em pé e pensava que tinha que finalizar. Eu não sou só um striker, mas um lutador de MMA”, conta Robocop.

PUBLICIDADE:

Apesar de não gostar de definir nomes para combates futuros, Gregory ‘fugiu do comum’ e projetou duelo contra Edmen Shahbazyan, talento dos médios que não vive boa fase. O brasileiro cita a promessa como um bom desafio e diz que gostaria de enfrentá-lo.

“Eu fiquei assistindo a luta do Edmen Shahbazyan, que acho um cara duro e está no top 15. Eu gostaria desta luta. Não preciso ficar pedindo nada para o UFC. Eles sabem qual é meu próximo passo e confio muito do trabalho que eles estão fazendo. Quem eles me oferecerem, eu sou um funcionário. Mas, se eu fosse falar um nome, Shahbazyan é um cara que eu gostaria de enfrentar”, projeta o brasileiro.

PUBLICIDADE:

‘Estava em outro nível’

Gregory Robocop foi implacável no UFC Austin, evento do último sábado (18). Com estilo agressivo, o brasileiro ‘sobrou’ e nocauteou Julian Marquez ainda no primeiro round do confronto. Agora, ele analisa o desfecho e diz que chegou pronto para ter uma boa apresentação na luta.

PUBLICIDADE:

“Eu estava muito bem preparado para essa luta. Eu fiz um dos melhores camps com a galera da (academia) Sanford MMA. Sempre me preparo pro melhor que o cara possa chegar no cage. Quando eu subi, eu sabia quem o Julian era. Já tinha visto lutas dele e conhecia sua qualidade, então pensava que teria que estar muito preparado para vencer. Quando começou, nas primeiras mãos que coloquei nele, eu pensei: ‘Estou em outro nível e vou acabar com a luta no primeiro round’ e foi o que aconteceu. Estava pronto e programado para isso”, diz o lutador.

Quer ser campeão

O sonho de ser campeão mexe com o coração dos lutadores e com Robocop não é diferente. Disposto a cumprir com seu objetivo no Ultimate, o manauara acredita que tem condições de enfrentar qualquer adversário rumo ao objetivo máximo na organização.

“Eu tenho um objetivo de ser campeão. Tenho plenas condições físicas, mentais e espirituais para ser campeão do mundo. Eu não estou com pressa. Quero chegar pronto para deixar uma carreira incrível no UFC e estou pronto para qualquer um. Daqui para frente, é só assassinato. Já estou doido para lutar de novo. Meu foco é entrar no top 15 e, daí, só subindo”, finalizou.

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano