De olho no top-10 dos médios, André Sergipano revela desejo de ‘marcar o seu nome’ na história do UFC

Sonhando com uma vaga na elite da divisão, o brasileiro acredita que colocará o seu nome na elite, caso vença Uriah Hall no UFC 276

A. Sergipano posa para foto no ‘media day’ do UFC 276 (Foto: Instagram/@ufc_brasil)

De olho no top-10 da divisão dos médios (até 83,9kg), o brasileiro André Sergipano deixou claro que não está no UFC ‘apenas de passagem’. Em entrevista ao ‘Combate’ antes do UFC 276, que acontece no próximo sábado (02), o atleta tupiniquim revelou os seus planos para o futuro na organização e acredita que estará entre os 10 melhores da sua categoria, caso derrote o norte-americano Uriah Hall.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu cheguei bem maduro na organização, depois de 10 anos de carreira de MMA, então já estava bem testado, depois de dois Contenders, e agradeço as oportunidades que o UFC vem me dando. Essa próxima luta contra o Hall é mais uma grande oportunidade, não tem caminho fácil. Acho que o caminho menor é você passar por essas pedreiras, se testar. Então é o que eu quero, eu busco fazer grandes lutas, lutar contra grandes atletas, marcar meu nome na organização e fazer um legado”, disse Sergipano.

Com Uriah Hall atualmente na nona colocação do ranking, Sergipano acredita que irá conseguir a sua sonhada vaga no top-10, caso derrote o norte-americano.

PUBLICIDADE:

“Eu venho numa sequência muito boa, então acredito que as posições podem se inverter e acho que vencendo bem, na próxima atualização do ranking eu devo estar no top dez do mundo”, finalizou o brasileiro.

André, atualmente, ocupa o décimo terceiro lugar na classificação da divisão liderada por Israel Adesanya. Oriundo do reality show ‘Contender Series’, Sergipano chegou ao UFC em 2019 e, desde então, venceu os seus quatro combates com as luvas da empresa. O atleta tupiniquim possui um cartel de 22 triunfos e quatro reveses como profissional.

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59