Após nocaute brutal sobre Strickland, Alex Poatan fatura bônus de ‘Performance’ no UFC 276

Junto de Julija Stoliarenko e Jalin Turner, o brasileiro foi premiado com o bônus de 'Performance'; Lawler e Barberena foram condecorados como 'Luta da Noite'

A. Poatan (esq.) atropelou S. Strickland (dir.) no UFC 276. Foto: Reprodução/Instagram

Vitória com nocaute brutal, garantido como próximo desafiante dos médios (até 83,9kg) e prêmio de ‘Performance da Noite’. A noite vivida por Alex Poatan no UFC 276 desse sábado (02) será difícil de ser esquecida por um bom tempo. Ao lado de Julija Stoliarenko, Jalin Turner, Robbie Lawler e Bryan Barberena, o atleta tupiniquim faturou US$50 mil (cerca de R$266 mil) de bônus da organização dado aos atletas que se destacaram no evento.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: VÍDEO: Assista o nocaute brutal de Alex Poatan sobre Sean Strickland no UFC 276

Veja Também

Na antepenúltima luta do evento, Alex Poatan parecia um veterano no MMA diante de Sean Strickland. Desde o soar do gongo, o brasileiro se manteve calmo para impor o seu jogo contra o seu rival. Na metade do round inicial, o ex-campeão do Glory conectou dois cruzados limpos que desabaram o norte-americano de forma brutal. Coube ao árbitro interromper o confronto antes dos golpes ‘de confere’ do atleta tupiniquim. Os US$ 50 mil ficaram em boas mãos, literalmente.

PUBLICIDADE:

Destaque do card principal, o ex-campeão dos meio-médios (até 77,1kg) Robbie Lawler enfrentou o também veterano Bryan Barberena e os dois atletas entregaram uma verdadeira ‘guerra’ ao fã de MMA, como era esperado. Na segunda parcial, o antigo dono do cinturão sentiu o cansaço e acabou nocauteado em pé pelo seu rival, após uma intensa blitz. Merecidamente, os dois atletas levaram o prêmio de ‘Luta da Noite’.

Integrantes do card preliminar, Jalin Turner e Julija Stoliarenko também foram condecorados com o bônus de ‘Performance’. E o fato em comum entre os dois lutadores, é que ambos venceram seus adversários por finalização. Turner aplicou uma guilhotina em Brad Riddell e Stoliarenko bateu Jéssica Rose-Clark com uma chave de braço.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC