Volkanovski bate Holloway pela terceira vez, mantém cinturão dos penas no UFC 276 e desafia Do Bronx

Campeão mostra amplo domínio, supera rival em cinco rounds e chega em sua quinta defesa de título dos penas

A. Volkanovski (dir.) superou M. Holloway no UFC 276. Foto: Reprodução/Instagram @ufceurope

Neste sábado (2), Alexander Volkanovski defendeu, com sucesso, o cinturão dos penas (até 65,7kg.) do UFC. Em ritmo forte e mais rápido, o australiano foi superior e venceu Max Holloway na decisão unânime dos juízes. Com o resultado, o campeão bateu o rival pela terceira vez, colocando um ponto final na trilogia. A luta foi realizada na T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA). De olho em mais um título, ele desafiou Charles do Bronx por luta nos leves (até 70,3kg.).

PUBLICIDADE:

Invicto no Ultimate, Volka conseguiu sua quinta manutenção do cinturão até 65,7kg.O australiano também emplacou sua 12ª vitória seguida na organização, sendo 25 triunfos e um revés na carreira. O australiano se iguala ao rival e está atrás apenas do brasileiro José Aldo, que fez oito defesas na divisão.

Veja Também

Já Holloway, que reinou de 2017 a 2019, sofreu o ‘sabor amargo’ da sétima derrota seguida. O havaiano, agora, soma 23 resultados positivos e seis negativos.

PUBLICIDADE:

A Luta

Cercado de expectativas, o duelo começou com chutes baixos sendo desferidos por ambos os lutadores. Volkanovski, na curta distância, passou perto de acertar um gancho perigoso em Holloway. O campeão seguiu combinando, enquanto que o desafiante adotava postura agressiva, no intuito de achar a distância. Na reta final, a trocação ficou franca e eles terminaram aplaudidos pelo público presente.

Após ter perdido o primeiro round, Holloway entrou mais ativo e trabalhou mais golpes, mas Volkanovski tentou a mudança de nível e o ‘enquadrou’ junto à grade. Com o embate em pé, o havaiano tentava tocar o rosto e tinha um sangramento no supercílio que o dificultava de desenvolver as ações.

No início do terceiro assalto, Max acertou uma boa combinação de jabs e diretos em Alexander, que respondeu com um direto de encontro. Estratégico, o campeão seguia confiante e desferia duros contragolpes na distância. Ele, no entanto, viu Holloway o ferir no boxe e também esteve com corte no rosto.

PUBLICIDADE:

O quarto round teve começo com Volkanovski explodindo para cima de Holloway e golpeando o seu rival de costas para a grade. O combate, no entanto, foi reiniciado em pé, com Max tentando encurtar, mas vendo Alex impor ritmo forte e rápido.

O havaiano recebeu, por seu corner, um pedido para tentar acabar com a luta na via rápida e retomar seu título. Porém, o que se viu, foi ‘mais do mesmo’, com domínio do australiano, que teve sua vitória confirmada na decisão unânime.

PUBLICIDADE:

Desafio a Charles do Bronx

Alexander, inclusive, já tratou de citar seu próximo desafio. Em entrevista ainda no octógono, o australiano revelou sonho de ser duplo-campeão e sonda combate contra Charles do Bronx.

“Eu só quero provar o que eu sei que posso fazer no octógono. Quero estar ocupado e não acho que a divisão (dos penas) está pronta para isso. Desejo subir, ser campeão de duas categorias. Onde está, Charles (do Bronx)? Não tenho nada além de respeito. Mas eu adoraria ter essa chance de ser duplo-campeão”, disse Volkanovski.

Resultados do UFC 276

CARD PRINCIPAL

Peso médio (até 83,9kg.): Israel Adesanya derrotou Jared Cannonier na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 50-45) – Luta pelo cinturão

Peso pena: Alexander Volkanovski derrotou Max Holloway na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45, 50-45) – Luta pelo cinturão

Peso médio (até 83,9kg.): Alex Poatan derrotou Sean Strickland por nocaute aos 2m36s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Bryan Barberena derrotou Robbie Lawler por nocaute técnico (socos) aos 4m47s do R2

Peso galo (até 62,1kg.): Pedro Munhoz x Sean O’Malley terminou ‘Sem Resultado’ após golpe ilegal (dedo no olho)

CARD PRELIMINAR

Peso leve (até 70,3kg.): Jalin Turner derrotou Brad Riddell por finalização (guilhotina) aos 45s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Jim Miller finalizou Donald Cerrone com uma guilhotina a 1m32s do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Ian Garry derrotou Gabe Green na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio (até 83,9kg.): Dricus Du Plessis derrotou Brad Tavares na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): André Sergipano derrotou Uriah Hall na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca (até 52,7kg.): Maycee Barber derrotou Jessica Eye na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Julija Stoliarenko derrotou Jéssica Rose-Clark por finalização (chave de braço) aos 42s do R1

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC