Cinco motivos para assistir o UFC 288, luta decisiva para Gilbert Durinho e disputa de cinturão nos galos

Com 12 confrontos programados e verdadeiro esquadrão brasileiro, espetáculo movimenta o MMA neste sábado

Aljamain Sterling e Henry Cejudo em encarada. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Com a chegada de maio, o Ultimate, logo de cara, promove seu principal show do mês. Neste sábado (6), em Newark (EUA), acontece o UFC 288. Com 12 lutas programadas, o show conta com um verdadeiro esquadrão brasileiro, além da disputa de cinturão dos galos (até 61,2kg.) entre Aljamain Sterling e Henry Cejudo.

No penúltimo confronto do evento, Gilbert Durinho sobe no octógono para compromisso decisivo na organização. Destaque dos meio-médios (até 77,1kg.), o atleta encara Belal Muhammad por vaga em disputa de cinturão no grupo.

PUBLICIDADE:

O protagonismo do espetáculo fica por conta de Sterling e Cejudo. No fim de semana, o campeão Aljamain estreia na temporada 2023 e busca êxito no desafio contra o antigo líder do grupo. De volta ao MMA após três anos de aposentadoria, ‘Triplo C’ tenta reassumir o trono que ocupou entre 2019 e 2020.

Ao longo do show, os fãs brasileiros terão motivos de sobra para acompanhar o evento. O card conta com oito tupiniquins escalados entre os cards principal e preliminar.

PUBLICIDADE:

Para entrar no clima do evento, nossa equipe selecionou cinco motivos para assistir o UFC 288. Confira abaixo:

1) Sterling x Cejudo: presente contra passado

Aljamain Sterling e Henry Cejudo se enfrentam no UFC 288. Foto: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE:

O espetáculo deste sábado definirá o futuro do peso galo no UFC. Primeiro campeão da categoria desde a aposentadoria de Cejudo, Sterling precisa provar que é digno de ostentar o antigo cinturão de ‘Triplo C’.

No fim de semana, Aljamain busca ter êxito em sua terceira defesa de cinturão. Com vitórias recentes sobre Petr Yan e TJ Dillashaw, o combatente terá novo ex-campeão pela frente.

Antigo duplo campeão da empresa, Cejudo retoma a carreira após três anos de inatividade. Como líder dos galos, o norte-americano somou uma defesa de título, sendo também seu último desafio com as luvas do UFC, em 2020.

PUBLICIDADE:

Agora, Henry tenta confirmar seu legado na organização. Em declarações recentes, o atleta garantiu que, caso reconquiste o cinturão, buscará o terceiro título na empresa, desafiando o campeão dos penas (até 65,7kg.).

2) Durinho x Belal: 5ª série e batalha decisiva

Gilbert Durinho e Belal Muhammad. Foto: Montagem SUPER LUTAS

O compromisso entre Durinho e Belal ativou o ‘modo 5ª série’ de parte dos fãs brasileiros de MMA. Apesar da gama de trocadilhos que podem ser criados a partir dos nomes dos protagonistas, as brincadeiras se tornam menores quando analisamos o grau de importância do combate.

Inicialmente, a luta co-principal do UFC 288 marcaria o encontro entre Charles do Bronx e Beneil Dariush. A lesão do ex-campeão dos leves (até 70,3kg.), no entanto, forçou a retirada do embate no espetáculo. Para salvar a penúltima peleja do evento, Gilbert e Muhammad assumiram a ‘bomba’.

Destaque dos meio-médios, o brasileiro e norte-americano não caíram apenas de ‘paraquedas’ no UFC 288. De acordo com informação do próprio brasileiro, uma disputa de cinturão será ‘entregue’ ao vencedor do confronto.

Em grande fase no Ultimate, Muhammad ocupa a quarta posição nos meio-médios, sendo o único do top 5 a não ter disputado um título na empresa. Superado pelo então campeão Kamaru Usman em 2021, Durinho tenta retomar a condição de desafiante e lutar pelo trono pela segunda vez.

3) Jessica Bate-Estaca em ação

Jéssica Bate-Estaca aplica ‘surra’ em Lauren Murphy no UFC 283. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Depois de passagem pelo peso mosca (até 56,7kg.), Jessica Bate-Estaca retorna à categoria que a consagrou mundialmente no MMA. De olho na oportunidade de reassumir o trono que liderou em 2019, a brasileira terá uma verdadeira pedreira pela frente.

Do outro lado do octógono, a paranaense enxergará Yan Xiaonan. Contra a chinesa, Bate-Estaca pode confirmar o bom momento na categoria e dar passo importante para retomar a condição de desafiante.

A chinesa, por sua vez, tenta seu primeiro confronto pelo título, hoje, em posse de Weili Zhang.

4) Rodriguez x Jandiroba: luta ‘escondida’ no preliminar

Escondido no card preliminar, um confronto promete agitar os ânimos dos brasileiros, além de movimentar a categoria dos palhas. Superada por Amanda Lemos em luta que poderia levá-la à disputa de cinturão, Marina Rodriguez retoma a caminhada rumo ao topo da categoria.

Pela frente, a gaúcha terá Virna Jandiroba. Recuperada de cirurgia no joelho, a baiana quer confirmar, diante da compatriota, seu bom momento na empresa.

Um resultado positivo dificilmente crava a vencedora como desafiante. O triunfo, porém, se faz importante, pois pode escalar a protagonista como adversária de uma representante do top 5.

5) Mais Brasil

K. Gracie posa com bandeira do Brasil. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Para quem gosta de eventos repletos de brasileiros, o UFC 288 é um ‘prato cheio’. Além de Gilbert Durinho, Jessica Bate-Estaca, Marina Rodriguez e Virna Jandiroba, o show conta com mais três representantes tupiniquins.

No card principal, o único representante da ‘Família Gracie’ do Ultimate está de volta. Sem competir desde 2019, Kron enfrenta Charles Jourdain.

Substituto de última hora de Bryce Mitchell, Diego Lopes realizará o sonho de sua vida e estreará na organização. Também na segunda metade do evento, o combatente mede forças com o invicto Movsar Evloev.

Depois de dar show no ‘Contender Series’, mas ser superado em sua estreia no Ultimate, Claudio Ribeiro retorna ao octógono. Em busca da primeira vitória, o peso médio (até 83,9kg.) divide o octógono com Joseph Holmes.

Ficha técnica do UFC 288

Data: 6 de maio de 2023

Horário: A partir de 19h (horário de Brasília)

Local: Prudential Center, Newark, New Jersey, Estados Unidos

Como assistir: SUPER LUTAS AO VIVOem tempo real e UFC Fight Pass (todo o card) pela internet

Card principal (23h, horário de Brasília)

Peso galo (até 61,2kg.): Aljamain Sterling x Henry Cejudo – Luta pelo cinturão

Peso meio-médio (até 77,1kg.): Belal Muhammad x Gilbert Durinho

Peso palha (até 52,1kg.): Jéssica Bate-Estaca x Xiaonan Yan

Peso pena (até 65,7kg.): Movsar Evlovev x Diego Lopes

Peso pena (até 65.7kg.): Kron Gracie x Charles Jourdain

Card preliminar (19h, horário de Brasília)

Peso leve (até 70,3kg.): Drew Dober x Matt Frevola

Peso meio-pesado (até 93kg.): Devin Clark x Kennedy Nzechukwu

Peso meio-médio (até 77,1kg.): Khaos Williams x Rolando Bedoya

Peso palha (até 52,1kg.): Marina Rodriguez x Virna Jandiroba

Peso pesado (até 120,2kg.): Parker Porter x Braxton Smith

Peso médio (até 83,9kg.): Ikram Aliskerov x Phil Hawes

Peso mosca (até 56,7kg.): Zhalgas Zhumagulov x Rafael Estevam– luta cancelada

Peso médio (até 83,9kg.): Joseph Holmes x Claudio Ribeiro

Leia Mais sobre: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88