Renzo Gracie responderá a acusação de delinquência por briga em boate nos EUA

Grupo de lutadores envolvidos também conta com Igor e Gregor Gracie, além do ex-UFC André Gusmão

Sob contrato com o UFC, Renzo Gracie quer lutar ainda em 2013

Gracie (dir.) se envolveu em confusão em Nova York. Foto: UFC.com

De acordo com o site da emissora norte-americana FOX Sports, Renzo Gracie não será acusado de agressão coletiva após confusão em frente a uma boate em Nova York (EUA), na madrugada desta segunda-feira. O lutador e as seis pessoas que o acompanhavam terão de responder por delinquência, uma acusação que tem penas mais brandas previstas pela lei.

Renzo foi preso após uma briga em frente à boate 1-Oak, que teria resultado em lesão em um dos seguranças do estabelecimento. O grupo de pessoas envolvidas também incluem Igor e Gregor Gracie, primos de Renzo, além de André Gusmão, lutador de MMA e ex-atleta do UFC.

MAIS SOBRE O CASO ENVOLVENDO RENZO GRACIE:
Renzo Gracie é preso nos EUA por briga em boate
Renzo Gracie paga fiança de US$ 10 mil e é liberado de prisão
Renzo Gracie diz que prisão após briga em boate foi ‘um mal-entendido’

Depois de pagar uma fiança de US$ 10 mil, Renzo e Igor foram liberados. Espera-se que, até o fim da noite desta terça (20), todos os envolvidos já estejam soltos. Em mensagem de texto enviada ao site norte-americano MMA Fighting, Gracie afirmou que tudo não passou de um “mal-entendido”.

Caso seja condenado por delinquência, o lutador poderá pegar um ano de prisão. Inicialmente, com a acusação por agressão coletiva, a pena poderia chegar a 15 anos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments