Weidman critica Belfort: ‘Está parecendo um cavalo de tanta testosterona’

Campeão do UFC comemorou recentes resultados de exames antidoping e destacou a importância do aumento da fiscalização

Weidman (foto) é o campeão dos médios do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Weidman (foto) é o campeão dos médios do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Chris Weidman, o campeão dos médios do UFC, tem se mostrado um dos principais apoiadores ao aumento dos testes antidoping nos lutadores de MMA. Por isso, o norte-americano aprovou as últimas notícias sobre o tema, principalmente as que envolvem Chael Sonnen e Vitor Belfort.

Sonnen foi flagrado em um teste surpresa realizado em maio, tendo, inclusive, apresentado duas substâncias que proporcionam o aumento de força e resistência física. Já Belfort testou positivo em fevereiro, com um nível de testosterona acima do permitido.

Weidman, que fará sua segunda defesa de cinturão no próximo sábado (5), contra Lyoto Machida, destacou a importância dos resultados dos últimos exames realizados. “Ainda adoro Sonnen até a morte, mas isso abriu os nossos olhos sobre o que os caras andam fazendo. E isso me irrita. Quero que os caras sejam testados o máximo possível, com exames de sangue ou seja lá o que for”, disse, em entrevista coletiva reproduzida pelo site norte-americano “MMA Fighting”.

O norte-americano também não deixou de alfinetar Belfort, com quem lutaria antes da proibição da terapia de reposição de testosterona (TRT), prática que era adotada pelo brasileiro. “Para mim, é difícil pensar em Vitor neste momento, mas, se eu enfrentá-lo, ele vai ser testado. Ele já foi pego duas vezes [a outra a que Weidman se refere foi em 2006, após luta contra Dan Henderson no PRIDE]. Da última vez que eu o vi, parecia que havia um rabo balançando. Ele está ficando parecido com um cavalo de tanta testosterona. Eu acho que ele precisa ser testado o máximo possível”, apontou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments