Faber confirma favoritismo e finaliza Caceres no card preliminar do UFC 175

Dos brasileiros que lutaram no início do evento, apenas Bruno Carioca saiu com a vitória contra Chris Camozzi

Faber (foto) finalizou Caceres em Las Vegas. Foto: Divulgação/UFC

Faber (foto) finalizou Caceres em Las Vegas. Foto: Divulgação/UFC

Urijah Faber validou o amplo favoritismo que tinha em seu combate contra Alex Caceres e conquistou a vitória no encerramento do card preliminar do UFC 175, realizado na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos.

Porém, se enganou quem esperava uma vitória tranquila de Faber. O “Califórnia Kid” buscou o combate de solo do início ao fim, mas Caceres conseguiu resistir bem e abafar o ímpeto do segundo colocado do ranking dos galos. Em pé, inclusive, “Bruce Leeroy” chegou a conectar bons golpes, se aproveitando da grande vantagem de altura e envergadura que tinha em relação ao rival.

No terceiro round, Faber veio decidido a liquidar a fatura. Ele conseguiu novamente levar o combate ao solo, dominando as costas logo em seguida. Depois, encaixou um ajustado mata-leão, suficiente para fazer Caceres dar os três tapinhas.

A vitória veio aos 3min50s do terceiro round, o que marcou a única finalização do card preliminar do UFC 175. Três brasileiros atuaram nas primeiras lutas da noite, mas o saldo foi negativo, com duas derrotas e uma vitória.

Guilherme Bomba é derrotado em sua estreia no UFC

Bomba (dir.) foi derrotado no UFC 175. Foto: Divulgação/UFC

Bomba (dir.) foi derrotado no UFC 175. Foto: Divulgação/UFC

A estreia no UFC do ex-TUF Brasil 3 Guilherme Bomba não saiu como o planejado para o brasileiro. Bomba não conseguiu impor se jogo e foi derrotado por Luke Zachrich na decisão unânime dos juízes no segundo combate da noite.

A luta se desenvolveu o tempo inteiro na trocação. Ao longo dos três rounds, Zachrich mostrou mais contundência e conectou mais golpes, incluindo combinações de mãos e chute baixo. Bomba tentava responder, mas não apresentava o mesmo ritmo de Zachrich.

O brasileiro esboçou levar o combate ao solo em algumas poucas oportunidades, sendo frustrado em todas pelo norte-americano. No fim de um combate morno, dois dos juízes deram os três rounds para Zachrich (30 x 27), enquanto que outro marcou dois a um para o norte-americano (29 x 28).

Com isso, o pupilo de Chael Sonnen estreou no UFC sofrendo a segunda derrota de sua carreira, contra três vitórias. Já Zachrich ampliou seu cartel para 13-3, deixando para trás a derrota sofrida para o brasileiro Caio Monstro em abril, em sua estreia no UFC.

Carioca derrota Camozzi em luta equilibrada

Na quarta luta da noite, Bruno Carioca conquistou sua primeira vitória no UFC ao bater o experiente Chris Camozzi na decisão dos juízes. O combate, no entanto, não foi fácil para o brasileiro, já que o norte-americano dominou as ações no primeiro round ao manter o combate em pé e trabalhar bons golpes na distância, frustrando as tentativas de queda de Carioca.

A partir do segundo round, contudo, o jogo virou. Carioca conseguiu encaixar boas quedas em Camozzi, e, no chão, trabalhou bem as posições – incluindo duas passagens de guarda. O cenário se repetiu no terceiro round até o fim dos 15 minutos de ação.

Na pontuação, dois juízes deram dois rounds a um para o brasileiro (29 x 28), enquanto que o terceiro deu a vitória para o norte-americano. Com o resultado, Carioca se recuperou da derrota sofrida para Krzysztof Jotko em sua estreia no UFC, na Austrália, conquistando seu primeiro triunfo na organização. Camozzi, por sua vez, fica em situação delicada no Ultimate, já que obteve sua terceira derrota seguida.

Marajó é dominado por três rounds e também é derrotado

Marajó (por baixo) foi dominado por Robertson. Foto: Divulgação/UFC

Marajó (por baixo) foi dominado por Robertson. Foto: Divulgação/UFC

Ildemar Marajó não resistiu ao jogo de wrestling de Kenny Robertson e saiu com a derrota do card preliminar do UFC 175. Em uma apresentação apática, o brasileiro sofreu quedas nos dois primeiros rounds e pouco pôde fazer para reagir, sendo que, no terceiro período, não apresentou a contundência para conquistar a virada.

Robertson dominou todas as ações, e, no chão, chegou a montar e tentar algumas finalizações com kimura e armlock. Marajó chegou a ficar em posição de domínio, mas foi facilmente raspado pelo norte-americano. Os três juízes apontaram os três rounds para Robertson, incluindo um 10 a 8 no segundo período.

Assim, Marajó sofreu sua segunda derrota no UFC, contra três vitórias conquistadas. Robertson emendou seu segundo triunfo em sequência, já que vinha de vitória sobre outro brasileiro, Thiago Bodão.

Confira os resultados do card preliminar do UFC 175:

Urijah Faber derrotou Alex Caceres por finalização no R3;

Kenny Robertson derrotou Ildemar Marajó por decisão unânime dos juízes;

Bruno Carioca derrotou Chris Camozzi por decisão dividida dos juízes;

Rob Font derrotou George Roop por nocaute técnico no R1;

Luke Zachrich derrotou Guilherme Bomba na decisão unânime dos juízes’;

Kevin Casey derrotou Bubba Bush por nocaute técnico no R1.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments