Aposentado, Fedor diz que enfrentaria Cain Velasquez em um retorno ao MMA

Lutador, que permaneceu invicto por mais de uma década, pendurou as luvas em 2012

F. Emelianenko (foto) permaneceu invicto como profissional por uma década. Foto: Divulgação

F. Emelianenko (foto) permaneceu invicto como profissional por uma década. Foto: Divulgação

O russso Fedor Emelianenko é considerado por muitos o maior peso pesado de todos os tempos e abandonou o esporte em 2012, quando nocauteou o brasileiro Pedro Rizzo. Porém, o ‘Último Imperador’, como é conhecido, revelou quem seria o adversário que gostaria de enfrentar em uma possível volta as competições: Cain Velasquez.

“Ele (Velasquez) possui algumas dificuldades técnicas, mas é ambicioso e destemido. Sua vontade de vencer e sua forma física são impressionantes. Cain é um lutador cerebral”, disse Fedor, que está no Canadá para a promoção de uma organização do seu empresário. O russo ainda revelou que, mesmo aposentado, ainda mantem sua rotina de treinamentos.

“Ainda treino, mas não sinto falta de nada. Um atleta de verdade nunca para de treinar, mesmo que não participe mais de competições. É um estilo de vida. Nós nos mantemos em forma apenas por prazer. Além do mais, há muitos garotos que gostariam de me desafiar, então tenho que me manter preparado, porque não quero que isso aconteça. É muito importante que um lutador treine mais que todos os outros. Seu um profissional de MMA exige muito esforço. Você não pode ter medo, e tem que ir atrás do seu alvo. É fundamental que você transforme todos os seus pontos negativos em positivos, e sua fraqueza em força”, encerrou.

Campeão dos pesados do PRIDE por um longo período, Fedor Emelianenko fez história na década passada. Ele chegou a ficar quase dez anos sem perder, em período no qual venceu nomes como Rodrigo Minotauro (duas vezes), Mirko Cro Cop, Mark Coleman, Heath Herring, Semmy Schilt, Mark Hunt e Andrei Arlovski. A derrota só veio em junho de 2010, quando foi finalizado por Fabrício Werdum. Depois, perdeu mais duas lutas: para Antonio Pezão e Dan Henderson.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments