Sem empolgar, TJ Dillashaw espanta zebra e defende cinturão dos galos no UFC 177

Convocado de última hora para substituir Renan Barão, Joe Soto conseguiu resistir por 23 minutos, mas foi nocauteado no quinto round

Dillashaw (foto) reencontra Barão, agora como campeão, no fim de agosto. Foto: Josh Hedges/UFC

Dillashaw (foto) defende o cinturão dos galos no UFC 177. Foto: Josh Hedges/UFC

O norte-americano Joe Soto foi valente, mas TJ Dillashaw mostrou porque é o campeão dos pesos galos do Ultimate. Chamado de última hora para substituir o brasileiro Renan Barão, que desmaiou pouco antes da pesagem, Soto resistiu o campeão por quase 23 minutos, mas foi nocauteado no quinto round da luta principal do UFC 177, evento realizado na noite deste sábado (30), em Sacramento, nos Estados Unidos. Com o triunfo, TJ defende o título da divisão de até 61,2 kg. pela primeira vez.

Ainda no card principal, os brasileiros fizeram bonito. Depois de surpreender a todos com uma lingerie ousada na pesagem, Bethe Pitbull mostrou suas qualidades também no octógono. Ela derrotou Shayna Baszler, parceira de treinos de Ronda Rousey, e após o triunfo desafiou a campeã. Já Carlos Diego Ferreira também defendeu sua invencibilidade no MMA ao passar pelo vice-campeão do TUF 13 Ramsey Nijem

A luta

Depois de surpreender o mundo ao nocautear o super favorito Renan Barão, em maio, TJ Dillashaw entrou no octógono neste sábado em uma situação oposta. Atuando em casa na sua primeira defesa de título diante de um adversário que fazia sua estreia no UFC, o californiano não empolgou. Mas mesmo assim conseguiu o nocaute no quinto round para defender seu reinado.

Sem soltar o jogo durante toda a luta, TJ trabalhou bem na movimentação, andando para frente e acertando Soto. Porém, sem grande contundência. Por sua vez, Joe mostrou valentia para responder as investidas do campeão com alguns golpes que chegaram a acertar o rosto de Dillashaw.

Na metade do terceiro round, depois de vencer as duas primeiras parciais, o campeão começou a lutar ainda mais taticamente. Ele iniciou as investidas nas pernas e mantinha o desafiante de costas no chão.

Com vantagem nos quatro rounds iniciais, Dillashaw encerrou a peleja no quinto assalto. Com Soto já sentindo o desgaste da luta, o campeão não conseguia se esquivar das investidas de TJ.

Com um chute alto de direita, o californiano balançou o desafiante. A partir daí com mais alguns socos rápidos o árbitro encerrou a disputa e declarou o nocaute técnico.

“Tem sido uma loucura. Uma hora antes de bater o peso, dizem que vai mudar o adversário, e ele é um adversário duro, vocês não o conhecem mas ele é duro. Eu faria isso por Sacramento, minha cidade, adoro vocês! Não tenho certeza de quem gosraia de enfrentar a seguir. Minha cabeça estava em Renan Barão nos últimos nove meses. Vou tirar um tempo para descansar, mas vou esperar para ver o que o UFC quer”, disse Dillashaw

Confira abaixo os resultados do UFC 177:

Card principal
TJ Dillashaw derrotou Joe Soto por nocaute no R5
Tony Ferguson derrotou Danny Castillo na decisão dividida dos juízes;
Bethe Correia derrotou Shayna Baszler por nocaute técnico no R2;
Carlos Diego Ferreira derrotou Ramsey Nijem por nocaute técnico no R2
Yancy Medeiros finalizou Justin Edwards com uma guilhotina no R2

Card preliminar
Derek Brunson derrotou Lorez Larkin na decisão unânime dos juízes;
Anthony Hamilton derrotou Ruan Potts por nocaute técnico no R2;
Chris Wade finalizou Cain Carrizosa com uma guilhotina no R1.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments