Lombard explica desejo em enfrentar Woodley, seu colega de equipe: ‘Não somos amigos’

Woodley, em contrapartida, só aceitaria enfrentar outro atleta da ATT em caso de disputa de cinturão

Lombard (esq.) e Woodley (dir.) podem se enfrentar no futuro. Foto: Produção SUPER LUTAS (Divulgação/UFC)

Lombard (esq.) e Woodley (dir.) podem se enfrentar no futuro. Foto: Produção SUPER LUTAS (Divulgação/UFC)

Hector Lombard e Tyron Woodley não estraram em um acordo sobre uma potencial luta entre eles no UFC. Os dois lutadores, que representam a academia American Top Team, foram especulados em um futuro confronto na divisão dos meio-médios, mas, enquanto Lombard aceitou a proposta, Woodley recusou.

Lombard treina na sede da equipe na Flórida, enquanto Woodley representa o time no estado do Missouri. Justamente por não treinarem juntos com tanta frequência, Lombard não vê problemas com o combate. “Nós não somos amigos. Ele apenas vem aqui e usa a academia. Ele sequer mora aqui [na mesma cidade]. Não é uma decisão difícil, de forma alguma”, explicou Lombard, em entrevista ao site norte-americano “MMA Junkie”. “Companheiros de equipe são aqueles que treinam contigo o tempo inteiro, o ano inteiro. Eu estaria mais do que pronto [para enfrentar Woodley], e digo novamente: nós não somos amigos”, continuou o cubano.

Woodley, por sua vez, segue firme negando o combate. Para ele, não faz sentido enfrentar outro atleta da ATT, a menos que o cinturão esteja em jogo. “Eu sempre gosto de ter as lutas que fazem mais sentido. Minha meta é ser o número um, o campeão mundial. Essa é a meta da minha equipe. Então, se não há um título em jogo, eu não estou aberto a enfrentar caras da ATT. Eu não disse ‘sim’ à luta e estou bem firme quanto a isso”, explicou o lutador, em entrevista à emissora norte-americana “AXS TV”.

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments